SAÚDE
Comissão conhece avanços em pesquisas com células-tronco na PUC/RS
Gilmar Eitelwein MTB 5109 | Agência de Notícias - 18:11 - 12/11/2008 - Edição: Rejane Silva MTB 6302
Parlamentares visitaram Centro de Memória do instituto
Parlamentares visitaram Centro de Memória do instituto
A Comissão Especial sobre os avanços de pesquisas com células-tronco, presidida pelo deputado Paulo Brum (PSDB) realizou visita técnica ao Instituto de Pesquisas Biomédicas da PUC/RS, nesta quarta-feira (12). A instituição é referência nacional no desenvolvimento de pesquisas com células-tronco adultas, exames medulares e neurológicos. O presidente da comissão também recolheu subsídios para a reunião que terá nesta quinta-feira (13) com o CNPq, em Brasília, na busca da liberação de recursos para o setor. A comissão também deverá realizar visitas a hospitais em outros estados da federação para conhecer experiências bem sucedidas neste campo, promover a divulgação dos estudos que estão sendo feitos e saber dos possíveis avanços obtidos a partir da liberação de pesquisas, por parte do Supremo Tribunal Federal (STF), em maio deste ano, com células embrionárias. Participou do encontro o deputado Pedro Pereira (PSDB).
 
Os parlamentares ouviram do diretor do centro de pesquisas, Paulo Pitrez, e do supervisor de projetos, Jaderson Costa da Costa, que o Rio Grande do Sul carece de investimentos em pesquisa com células tronco e que as verbas existentes, hoje, vêm basicamente do Governo Federal. "Não temos bolsas de estudo nem incentivos aos estudantes que, assim, não se sentem atraídos a este trabalho", contou Costa. O resultado, segundo ele, é a migração de competências para outros Estados. "Precisamos de bolsas de estudo e de pesquisa para manter este pessoal aqui". Costa lembrou que o orçamento do Estado para pesquisa, que deveria ser de 1,5%, está muito aquém disso. "Na Fapers há apenas bolsas de iniciação científica, quando precisamos mais de bolsas de doutorado", explicou.
 
Vanguarda
O instituto tem se destacado com trabalhos na área de células-tronco adultas para a criação de neurônios e tem realizado estudos pré-clínicos em animais (cobaias) com células extraídas de cordão umbilical. Estes estudos são focados principalmente na regeneração de nervos visando a cura para portadores de acidente vascular cerebral (AVC) e em pacientes com lesão crônica do cérebro e epilepsia. Já foram concluídos estudos e aplicadas soluções bem sucedidas em pelo menos dois casos, recentemente, segundo relato dos médicos, para tratamento de isquemia cerebral.
 
Outro setor do instituto que vem se destacando é o Centro de Memória, coordenado por Ivan Izquierdo, um dos mais renomados pesquisadores do gênero, no País. Os trabalhos dos pesquisadores do centro vêm ganhando reconhecimento nacional através de trabalhos que esclarecem sobre o cérebro e sua capacidade de fortalecimento e perda da memória. "Mesmo sem os recursos necessários, estamos na vanguarda na área de pesquisa com células-tronco adultas no Brasil", sustenta Costa, que coordena uma equipe de cerca de 50 pessoas.
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
COMISSÃO DE SEGURANÇA E SERVIÇOS PÚBLICOS
COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E COOPERATIVISMO
FRENTE PARLAMENTAR
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30