AUDIÊNCIA PÚBLICA
Lara reforça em Bagé a importância de destinar recursos do Imposto de Renda para projetos sociais
Francis Maia - MTE 5130 | Agência de Notícias - 17:15 - 12/04/2019 - Edição: Letícia Rodrigues - MTE 9373 - Foto: Divulgação
Lara fez a abertura do evento em Bagé
Lara fez a abertura do evento em Bagé
Na abertura da terceira audiência pública para interiorizar a campanha Valores que ficam - iniciativa que busca direcionar 3% do imposto de renda devido à entidades sociais do Rio Grande do Sul -, nesta tarde (12) em Bagé, o presidente da Assembleia Legislativa, Luis Augusto Lara (PTB), destacou a importância de reter esses recursos na região, em hospitais e entidades assistenciais. No Complexo Cultural Dom Diogo de Souza, autoridades estaduais e municipais também tiveram a oportunidade de discutir a pauta política do governo, que trata de privatizações, parcerias público privadas e concessões de empresas estatais, assunto em debate na Assembleia Legislativa.
 
Na sua cidade natal, o presidente da Assembleia discorreu sobre os propósitos da campanha. “É menos Brasília e mais Rio Grande do Sul”, enfatizou, desafiando os contribuintes a destinarem 3% do imposto devido ao Funcriança, repercutindo diretamente nos hospitais e entidades assistenciais da região da Campanha. Como explicou em Caxias do Sul e Pelotas, onde as audiências já foram realizadas, até 31 de abril é possível encaminhar esses recursos, orientando os contribuintes para que solicitem esse direcionamento aos seus contadores. Alertou que também as entidades assistenciais devem se credenciar e apresentar seus projetos ao Funcriança. A estimativa é que o município de Bagé pode arrecadar em torno de R$ 500 mil, disse o presidente da Assembleia, solicitando mobilização da comunidade local.
 
Impacto das altas tarifas
Lara explicou, ainda, que a outra discussão da audiência pública é para aprofundar o debate político da Assembleia, que envolve os projetos do governo de parcerias público e privadas, privatizações e concessões de empresas públicas. “A discussão é para não incorrer em erros como há 30 anos, quando fizemos concessão de estradas sem discutir a modelagem de contratos e hoje temos as piores estradas e os pedágios mais caros”, afirmou. Esse exemplo serve para as PPPs, privatizações ou concessões, observando que a região sedia complexos da CEEE e CRM, “não podemos permitir que as coisas aconteçam sem a devida transparência”, justificando a importância dessa discussão para as comunidades regionais. Alertou que estão em discussão na Assembleia contratos para os próximos 50 anos, “o que fizermos hoje vai impactar na vida dos filhos e netos de cada um que está aqui”, avisou.
 
Lara fez entrega de placa em agradecimento ao vice-reitor da Urcamp, Flavio Paz, pela cedência das instalações do Complexo Cultural dom Diogo de Souza para a realização do evento. Paz destacou o perfil comunitário da instituição, que em 65 anos formou mais de 25 mil alunos, e pratica a extensão comunitária atendendo mais de 40 mil pessoas.
 
O presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Adriano Silveira Carneiro, elogiou a iniciativa da Assembleia em promover a destinação de recursos do imposto de renda aos projetos sociais. O prefeito de Bagé, Divaldo Lara, referiu a apresentação da Orquestra Jovens do Pampa, formada por meninos e meninas da rede pública estadual, cuja iniciação musical é resultado de projeto pioneiro que deverá se credenciar para os recursos advindos da campanha Valores que ficam.
 
A audiência reuniu o vice-reitor da Urcamp, Fábio Jozem de Paz; o presidente da Câmara Municipal de Bagé, vereador Carlos Adriano Silveira Carneiro; o vice-prefeito local, Manoel Machado; pela Defensoria Pública, a defensora Izabel Rodrigues Vexel; Ajuris; representantes do Conselho Regional de Contabilidade do RS; secretários municipais; vereadores; OAB/RS, subseção Bagé; Corede Campanha; Sindilojas; Sindicato e Associação Rural; e servidores públicos das empresas estatais sediadas na região.
 
Compareceram os deputados Capitão Macedo (PSL); Fabio Ostermann (NOVO); Luiz Fernando Mainardi (PT); Rodrigo Maroni (PODE); e Luiz Marenco (PDT).
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Audiência Pública Valores que Ficam – Bagé

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30