GRANDE EXPEDIENTE
Vilmar Lourenço destaca no Grande Expediente o papel do Exército na formação dos jovens
Francis Maia - MTE 5130 | Agência de Notícias - 16:15 - 11/06/2019 - Edição: Sheyla Scardoelli - MTE 6727 - Foto: Celso Bender

A importância do Exército na formação do jovem brasileiro foi o tema destacado hoje (11) pelo deputado Vilmar Lourenço (PSL), no Grande Expediente. Na exposição, o parlamentar destacou as etapas trilhadas pelos jovens desde o ingresso no Serviço Militar Inicial, e o Projeto Soldado Cidadão, que oferece capacitação técnica para o mercado de trabalho, caso não continuem na carreira militar.

“O Exército é para muitos jovens o marco delimitador da juventude e da vida adulta, o que é constatado pelos pais após o cumprimento do serviço militar”, iniciou Vilmar Lourenço da tribuna, considerando também a adesão à força como opção daqueles advindos das famílias de baixa renda. A ausência dessa influência saudável nos jovens é lamentada se por acaso são dispensados do serviço militar obrigatório por excesso de contingente, assinalou o deputado.

Tudo começa pelo Serviço Militar Inicial, obrigatório aos jovens quando completam 18 anos e são selecionados e incorporados aos quadros das Forças Armadas, representando todas as regiões e classes sociais do país. “O serviço militar é fundamental para a afirmação da unidade nacional”, destacou o deputado, oportunidade de formação cívica, ética, solidária, justiça e sentimento patriótico aos jovens. Ele referiu, ainda, a “relevância do Serviço Militar Inicial para mobilizar os brasileiros pela soberania nacional e os princípios nobres para o exercício da cidadania sadia”.

Força cívica
Do ponto de vista financeiro, o Exército também é uma opção de renda aos jovens, uma vez que a experiência adquirida durante o serviço pode ser anexada ao currículo. “A experiência de vida que o Exército oferece aos jovens é única, enriquecedora e leva ao amadurecimento”, afirmou Lourenço, registrando a rotina diária dos recrutas, as exigências de organização e pontualidade e respeito hierárquico.

No Projeto Soldado Cidadão, os recrutas são qualificados em áreas como telecomunicações, mecânica, alimentação, construção civil, artes gráficas, confecção e outros setores. Recebem noções básicas de empreendedorismo, ética e cidadania. Há registro de que 65% dos egressos do Soldado Cidadão alcançam vagas no mercado de trabalho depois de concluído o serviço militar. No Estado, os jovens participam do Projeto Soldado Cidadão Comando Militar do Sul, em parceria com o Senai, Senac, Sest/Sent, Senar e Ruder Segurança Privada.

Outra modalidade oferecida, os Tiros de Guerra permitem o Serviço Militar Inicial em suas cidades de origem, conciliando trabalho e estudos. Há mais de 110 anos funciona essa parceria do Exército com a sociedade, afirmou o parlamentar, “são verdadeiras escolas de civismo e cidadania”. Já os Colégios Militares obedecem ao Sistema de Ensino do Exército, de alta qualidade e capacitação para os 15 mil jovens selecionados. Ele destacou a Escola de Instrução Militar, parceria entre o Colégio Farroupilha e o Exército, para a prestação do Serviço Militar aos estudantes da terceira série do Ensino Médio e, a partir de 2019, com a participação de meninas, preparação realizada pelo CPOR/PA. As instruções são na área de informática, manejo de armamentos e noções básicas das comunicações militares.

Ao finalizar, o deputado Vilmar Lourenço enfatizou “a influência positiva do Exército sobre os jovens brasileiros, na formação de cidadãos e do patriotismo”, relatando sua experiência de órfão aos nove anos de idade e creditou ao Exército sua formação moral e cívica, assim como de seus irmãos.

Apartes
Do plenário, manifestaram-se em apartes os deputados Sérgio Peres (PRB); Jeferson Fernandes (PT); Issur Koch (PP); a deputada Zilá Breitenbach (PSDB); Rodrigo Maroni (PODE); Fábio Branco (MDB); Airton Lima (PL); Tenente-Coronel Zucco (PSL); Dalciso Oliveira (PSB); e Fábio Ostermann (NOVO).

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Grande Expediente

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30