BALANÇO 2019
Procuradoria da Mulher intensifica ações para estimular prevenção ao Câncer de Mama
Olga Arnt - MTE 14323 | Agência de Notícias - 08:30 - 26/12/2019 - Edição: Letícia Rodrigues - MTE 9373 - Foto: Guerreiro

O ponto alto da programação da Procuradoria Especial da Mulher, neste ano, foram as atividades alusivas ao Outubro Rosa, mês de prevenção do câncer de mama. Preocupado com a incidência da doença no Rio Grande do Sul, que ultrapassa os índices nacionais - 51,29 casos para cada 100 mil habitantes no Brasil e 88,23 casos por 100 mil habitantes no estado – o órgão promoveu, junto com a Bancada Feminina da Assembleia Legislativa, a exposição Outubro Rosa – Juntos por Essa Causa, no Espaço Deputado Carlos Santos, no hall de entrada do Palácio Farroupilha. O objetivo, conforme a procuradora da Mulher, deputada Kelly Moraes (PTB), foi chamar a atenção para a importância da prevenção, uma vez que, diagnosticada precocemente, as chances de cura da doença chagam a 95%

De acordo com o Ministério da Saúde, 54% dos casos são diagnosticados já em fase avançada, diminuindo as possibilidades de cura. Em 2017, ocorrem 16.724 mortes no Brasil por câncer de mama, o que equivale a 46 falecimentos por dia. O maior número de casos fatais se concentrou nas regiões Sul e Sudeste do País.

A mostra abordou a importância do autoexame e da inclusão da mamografia na rotina das mulheres, alertou para os sintomas que devem ser levados em conta e apresentoua um resumo da legislação sobre o assunto.

Conquistas
Pelo quarto ano consecutivo, o órgão homenageou as estudantes gaúchas que conquistaram medalhas de ouro em olimpíadas de Ciências Exatas. Foram 59 meninas, entre 11 e 16 anos, que venceram olimpíadas de Matemática, Física, Química, Astronáutica e Astrofísica em 2018. “Hoje, apenas 10% dos participantes das olimpíadas de Ciências Exatas são meninas. No entanto, percebemos que a presença delas vêm aumentando nos últimos anos. Em 2011, eram 11 medalhistas gaúchas. Em 2018, foram 34. E neste ano, temos 59 meninas medalhistas de ouro”, comemorou a procuradora.

A Procuradoria promoveu também a mostra “Conquistas e avanços das mulheres na institucionalidade e no Direito” e uma campanha para arrecadar roupas, calçados, cobertores e materiais de higiene para serem doados aos abrigos de acolhimento de mulheres vítimas de violência .

Atendimentos
Durante 2019, a Procuradoria atendeu 17 casos, envolvendo violência doméstica, perturbação sexual, abuso de menor e assédio no trabalho. Foram quatro casos de perturbação/confusão mental; dois de assédio moral no trabalho; dois de estupro de vulnerável e cinco de violência doméstica. Igualmente foram apontados casos de abuso sexual, importunação sexual, lesão corporal e assédio sexual no trabalho, com um registro cada.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Exposição Outubro Rosa – Juntos por Essa Causa, em alusão à prevenção do câncer de mama

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30