EDUCAÇÃO, CULTURA, DESPORTO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
Fechamento de turno em escolas estaduais é debatido na Comissão de Educação
Letícia Rodrigues* - MTE 9373 | Agência de Notícias - 12:45 - 04/02/2020 - Foto: Guerreiro
A Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia discutiu, no período de Assuntos Gerais da reunião ordinária desta terça-feira (4), a política de fechamento de turno nas escolas estaduais do Rio Grande do Sul. Diretores e professores das instituições de ensino criticaram  a falta de diálogo por parte da Secretaria Estadual de Educação na comunicação dos fechamentos e o projeto de governo para a educação no estado.
 
Ao longo dos relatos, um ponto comum surgiu entre as constatações: a maioria das escolas estão localizadas em ambientes de vulnerabilidade social. A professora Elisa Weber, da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) Mário Quintana, relata sua experiência. “Em 2016, a escola estava caindo sob nossa cabeça até que, em 2018, finalmente fomos contemplados com uma obra estrutural. No entanto, nossos alunos continuam vindo de uma situação vulnerável. O fechamento de turno seria trágico para essas crianças, que perderiam uma das poucas coisas que ainda norteriam suas vidas”.
 
Adroaldo Machado, diretor da EEEF Ayrton Senna, afirma que sofre constantemente a ameaça de fechamento da instituição. “Em nossa escola, só recebemos alunos em situação de vulnerabilidade quase extrema. Privar os jovens de passar mais tempo na escola é retirar deles a referência de lar, de carinho e cuidado que, para eles, só existe no ambiente escolar”. Para Adriano Pires, da EEEF Dr. João Hillebrand, a política reflete a falta de planejamento para a educação no RS. “É necessário que haja um debate sobre o que é a educação pública no Rio Grande do Sul. Se não houver planejamento, a situação só irá piorar”.
 
O representante do Núcleo 14º do CPERS Luiz Henrique Becker reforça a posição crítica do sindicato quanto à política de fechamento. “O que parece é que o governo estadual só calcula a possível economia que estes cortes gerariam, sem olhar para as pessoas e as histórias por trás dos números. O fato é que, caso concretizado, essa política de fechamento aumentará com a evasão escolar no estado”.
 
Como encaminhamento da discussão, a presidente da Comissão, deputada Sofia Cavedon (PT), informou que está marcado para a próxima segunda-feira (10) uma reunião com o Ministério Público sobre o tema do fechamento nas escolas de Canoas e Porto Alegre. A parlamentar ainda se comprometeu em propor e realizar uma audiência pública em São Leopoldo para facilitar o comparecimento das escolas da Região Metropolitana. A deputada Luciana Genro (PSOL) e os deputados Issur Koch (PP) e Vilmar Lourenço (PSL) se somaram ao magistério nas suas reivindicações.
 
Ainda se manifestaram ao longo da reunião a professora Cleusa Weller, da EEEF Bartolomeu de Gusmão, a diretora da EEEF Dr. Mario Sperb, Lisandra Jacobin,  a diretora da EEEF Pedro Schuller, Jurandara Coletti, e demais integrantes do CPERS.
 
*Com informações de André Lisboa - estagiário de Jornalismo
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Comissao de Educaçao

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
COMISSÃO DE FINANÇAS
COMISSÃO ESPECIAL SOBRE A CADEIA PRODUTIVA DA MÚSICA E DA CULTURA GAÚCHA
COMISSÃO DE SEGURANÇA E SERVIÇOS PÚBLICOS
COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR E DE PARTICIPAÇÃO LEGISLATIVA POPULAR
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30