ARTIGO
A urgência de um plano
Dalciso Oliveira * - PSB | PSB - 16:55 - 23/06/2020

Aos governos incumbe tomar decisões. As políticas públicas que cada um implementa ou deixa de implementar impactam diretamente na vida de todos. Até aqui é chover no molhado, pois todos conhecem e sentem na pele os efeitos positivos dos bons governos e os negativos dos maus. As coisas, no entanto, se tornam mais agudas e urgentes com a pandemia, e cada ação ou o tempo que se perde até tomá-la, cobram um preço muito alto.

As condições de manutenção do setor privado no Brasil estão no limite. Sempre vivemos em instabilidades e crises de diferentes matizes. A sobrevivência das empresas nunca foi tratada com o devido zelo por aqui. O cenário atual, além de instável e com pouca margem de previsibilidade, carrega consigo redução de renda e consumo. Deste caldo de cultura, sem uma intervenção forte dos governos, pouco sobrará da indústria nacional.

Um exemplo da magnitude dos efeitos da pandemia no setor privado, segundo o último boletim da receita estadual do RS, , é a redução de 61,5 % no volume de ICMS do último mês de abril. Eu respeito os diferentes posicionamentos teóricos sobre a economia, não interfiro no debate entre liberais e intervencionistas, como empresário aprendi a ser pragmático, defendo o que dá certo e faço críticas ao que dá errado.

Por anos o setor privado no Brasil sobreviveu, apesar dos tributos sobre a folha, penalizando quem gera emprego, tributos sobre a produção, penalizando quem gera renda, apesar da indústria das ações trabalhistas, apesar do custo Brasil e apesar, ainda, das instabilidades políticas e de toda a gama de equívocos. Desta vez não tem mais margem, ou os governos investem de forma pesada, disponibilizando crédito subsidiado, carência ampliada, retirando exigência de negativas e propondo ações de manutenção de renda mínima para estímulo ao consumo, ou morrerão as empresas, os empregos, e sepultaremos não só muitas pessoas, mas também cadeias produtivas inteiras e ainda muito do que se pode construir da indústria brasileira. A geração de emprego e renda precisa de um plano, é urgente.

*Deputado Estadual

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30