ARTIGO
Exercitemos nossas convergências
Frederico Antunes * | PP - 15:25 - 28/09/2020
Nos últimos meses, nosso Estado enfrentou mais uma disputa política intensa. Como sociedade estávamos desafiados sobre a criação dos meios indispensáveis para pavimentarmos o futuro do nosso Rio Grande do Sul. Todos os interesses e todas as convicções vieram à mesa, e no parlamento, foro legítimo, terçamos, transparentemente, diálogo, pretensões, desejos e interesses. Desde o Governo Britto, todos os governantes, todos os grandes partidos políticos, cada um a seu modo, a sua maneira, trataram da questão tributária, em maior ou menor grau. Quis o destino que o mês Farroupilha nos marcasse mais uma vez. Longe dos diletantismos da política, a marca fincada é o consenso acerca da iminente falência do Estado; Estado não é governo, frise-se bem!

O longo e exaustivo processo de construção da reforma tributária trouxe ao Governo a convicção de que este processo, em particular, se havia esgotado e, a partir das opiniões colhidas na caminhada, exigia de todos novos esforços políticos e outra construção viável para todos.

Nos tempos atuais, buscar vitória a qualquer custo, seria negar a complexidade dos novos tempos, que estão a exigir da sociedade civil organizada, dos agentes econômicos, dos entes de Estado, uma nova compreensão acerca do papel do próprio Estado que, frise-se mais uma vez, não é o governo, não é o governador e nem esta ou aquela legislatura. O desafio posto, e que continua posto, é o futuro e sua construção a partir de bases factíveis.

Vencer a qualquer custo seria a derrota na certa. Nossos passados e nossas coerências, a depender de convicções políticas, ficarão marcados na história; nosso futuro, depende da atitude concreta e madura da sociedade viva; por isso, precisamos abandonar remendos, arremedos, criatividades umbilicais e soluções de ocasião. O recuo do Governo traz gosto de vitória, isso se nos impusermos, sinceramente e de vez, o dever de praticar nossas convergências que, acreditem, são muito maiores que as nossas divergências.

*Deputado Estadual

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30