CPI DOS COMBUSTÍVEIS
Setcergs diz que frete não é o vilão dos preços
Mirella Poyastro e Rodimar Oliveira | Agência de Notícias - 15:20 - 14/02/2006
Deputados ouviram representantes da entidade nesta terça
Deputados ouviram representantes da entidade nesta terça

Os diretores administrativo e financeiro do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga do Estado (Setcergs), Leandro Bortoncello e Luiz Carlos Cadore, afirmaram à CPI dos Combustíveis da Assembléia que o preço do frete causa baixo impacto no valor final da gasolina para o consumidor. "O frete é hoje uma das coisas mais baratas que há na vida dos gaúchos", ressaltou Bortoncello, durante depoimento na tarde desta terça-feira (14). O custo varia de R$ 0,03 a R$ 0,07 por litro de combustível transportado e uma média de R$ 3,00 por quilômetro de distância percorrida.

De acordo com o diretor do sindicato, a maior parte das empresas transportadoras gaúchas abastecem fora do Rio Grande do Sul. "Elas optam por Estados como São Paulo e Santa Catarina, onde a carga tributária é mais baixa", ressaltou. Bortoncello criticou ainda o preço do produto comercializado pela Refinaria Alberto Pasqualini (Refap). "É o litro mais caro da Região Sul", afirmou. O Setcergs tem 300 empresas associadas, a maioria transporta cargas secas.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30