ANO CULTURAL LUPCÍNIO
Unanimidade para o centenário de Lupicínio Rodrigues
Ciro Simoni* | PDT - 10:52 - 28/04/2014
O plenário da Assembleia Legislativa aprovou por 41 votos a zero o Projeto de Resolução que instituiu o "Ano Cultural Lupicínio Rodrigues", que será realizado durante 2014 e está se disseminando por todo o interior do Estado com diversas comemorações. A Semana Farroupilha na Assembleia Legislativa vem destacando aspectos e segmentos da cultura rio-grandense e homenageando personalidades que colaboraram para, nas diversas áreas, formar a identidade cultural gaúcha. Já foram homenageados Noel Guarani, Érico Veríssimo, Cyro Martins, Guido Mondim e Simões Lopes Neto, dentre tantos outros. Neste 2014 comemoramos o centenário de nascimento de Lupicínio Rodrigues. Por isso, através do Projeto 07/2014, propus o “Ano Cultural Lupicínio Rodrigues” para homenagearmos o artista e seus seguidores e demonstrarmos o apreço do Parlamento à rica diversidade cultural que caracteriza o Rio Grande do Sul.
 
O “Ano Cultural Lupicínio” é uma homenagem ao centenário deste ilustre artista gaúcho, poeta e compositor, nascido em Porto Alegre no dia 16 de setembro de 1914. Lupicínio é uma das maiores referências culturais de nosso Estado e, por isso, vamos desenvolver inúmeras ações para assinalar o seu centenário. Dentre os atos programados estão a Sessão Solene do dia 17 de setembro de 2014, alusiva à Revolução Farroupilha; elaborar exposição sobre a vida e a obra do artista; espetáculos musicais com a obra de Lupi, contemplando o repertório urbano e regional de suas composições; painel sobre a importância da sua obra para a música brasileira, com palestrantes do cenários gaúcho e nacional; e organizar livro com texto biográfico, depoimentos e imagens de Lupicínio.
 
Lupi foi um dos mais importantes compositores brasileiros com marchinhas de carnaval e sambas-canção, músicas que expressam muito sentimento, principalmente a melancolia por um amor perdido. No cenário gaúcho compôs músicas como “Cevando Amargo” e ou “Amargo”, “Jardim da Saudade”, “Juca” e “Felicidade”, consagrando seu amor à terra natal.
 
Sem nunca ter deixado de viver no Rio Grande, Lupicínio foi o inventor do termo dor-de-cotovelo, que se refere à prática de quem assenta os cotovelos em um balcão ou mesa de bar, pede uma bebida e chora pela perda da pessoa amada em seu solo querido.
 
Com a iniciativa, referendada pela unanimidade dos deputados presentes à votação, mais uma vez o Parlamento gaúcho demonstra o seu apreço pela diversidade cultural que caracteriza o Rio Grande do Sul e que tanto contribui com a sociedade brasileira, com uma relevante produção artístico-cultural urbana e regional, seja na música, na dança, na literatura, nas artes plásticas, no teatro e em todas as formas artísticas, bem como na área empresarial.
 
*Deputado estadual, vice-líder da bancada do PDT
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30