SEMINÁRIO
Nelsinho debate o legado da Copa e apresenta projeto para a segurança em estádios de futebol
Marcio Stefani MTE 17305 | PT - 14:55 - 06/06/2014 - Foto: Marcio Stefani
Seminário pautou o legado da Copa e a segurança nos estádios de futebol
Seminário pautou o legado da Copa e a segurança nos estádios de futebol
Os investimentos em equipamentos, treinamento e a integração dos órgãos de segurança foram pauta do seminário "O Legado da Copa para a Política de Segurança em Eventos Esportivos", realizado no dia 5, na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre.

O evento proposto pelo presidente da Comissão de Segurança e Serviços Públicos, deputado Nelsinho Metalúrgico (PT), reuniu autoridades que debateram as experiências que serão adquiridas pelos órgãos de segurança, os equipamentos, a tecnologia, o treinamento e o comportamento das torcidas organizadas nos estádios de futebol. No encontro, os painelistas foram unânimes sobre a importância da integração das polícias e demais órgãos para o período pós Copa do Mundo, como um momento novo para a segurança no estado.

Para Nelsinho, o seminário, assim como a Copa, será um momento muito importante para o legado que ficará para os gaúchos e também de aprendizado para a segurança no estado. "São mais de R$ 120 milhões em investimentos em treinamento e equipamentos que foram adquiridos para o uso durante o torneio e que ficarão para qualificar a segurança pública, agilizando a atuação das polícias", destacou o parlamentar. Reforçando a importância da cooperação entre o policiamento público e privado, o deputado defendeu a saída gradual da Brigada Militar da segurança em eventos em estádios privados. "A Copa será fundamental para avaliarmos o trabalho da segurança privada nos estádios e, entendemos que o prazo de cinco anos para o treinamento nos estádios particulares em parceria com o Estado também 

O gerente-geral de segurança COL FIFA, Hilário Medeiros, que nos últimos anos acompanha as questões de segurança nos torneios internacionais de futebol, afirmou que o objetivo da integração é a de disciplinar a operação dos agentes, destacando que neste período pré-Copa do Mundo acompanhou mais de 40 jogos teste. "Fizemos os testes sem incidentes e sem invasões de campo e a parceria dos órgãos foi fundamental para o resultado positivo nas ações", lembrou Hilário.

Conforme o juiz responsável pelo Juizado do Torcedor, Marco Aurélio Martins Xavier, os fenômenos que determinam a violência nos estádios de futebol no estado é um problema complexo e que atualmente, como está, há a promoção da violência em situações organizadas pelas torcidas. O promotor José Francisco Seabra Mendes Júnior, que responde pela Promotoria do Torcedor no Ministério Público, a segurança pública deve estar dentro e fora dos estádios. "O trabalho da Brigada Militar dentro dos estádio é imprescindível", defendeu Seabra.

Participaram do seminário os secretários de segurança pública, Airton Michels, do conselho de desenvolvimento econômico e social, Marcelo Danéris, o gerente-geral de segurança COL FIFA, Hilário Medeiros, o diretor do departamento de controle e comando integrado da SSP/RS, Coronel Antônio Scussel, o juiz responsável pelo Juizado do Torcedor, Marco Aurélio Martins Xavier, a promotoria do torcedor, pelo promotor José Francisco Seabra Mendes Júnior, o Coronel João Diniz Prates Godoi, comandante do Batalhão Copa da Brigada Militar, o vice-presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Luciano Dahmer Hocsman, o jornalista Maurício Saraiva e o representante da empresa privada responsável pela segurança nos estádios de futebol durante a Copa do Mundo, a Gocil, Antônio Carlos Biagioni.

APL Lei Geral dos Estádios - de iniciativa do deputado Nelsinho Metalúrgico, no evento foi apresentado o ante projeto de lei que propõe o regramento das torcidas e das normas de segurança a serem adotadas em eventos esportivos de grande público, em especial nos estádios de futebol. O APL estabelece exigência de segurança e aparelhamento nos estádios com o controle biométrico, o monitoramento das torcidas e as competências internas e externas nos locais das partidas de futebol. Determina também padrões de segurança, a criação e cadastro pelos clubes das torcidas e, em casos de violência, o descredenciando imediato da organizada. A proposta ainda regula o ingresso de torcidas de outros estados, podendo somente acompanhar o seu clube mediante autorização prévia da secretaria de segurança pública do estado. Segundo Nelsinho, o projeto visa a segurança aos torcedores que vão aos espetáculos e também a garantir efetivo da Brigada Militar para o atendimento aos cidadãos no lado externo dos estádios privados de futebol. "Atualmente os brigadianos atuam aos domingos nos estádios privados e no dia seguinte tiram sua folga, descobrindo a população de efetivo para a segurança pública", concluiu o deputado.
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Deputados

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30