ARTIGO
Verdades simplificadoras e paralisantes
Adão Villaverde* | PT - 12:54 - 05/05/2015

Integrante autorizado do governo gaúcho dissertou, há pouco tempo, acerca do que chamou de "A hora da verdade", conforme interpretação de realidade exigindo “enorme sacrifício” alheio. Ressalte-se que o chefe do Executivo completa mais de seis meses desde a eleição, notabilizando-se por uma paralisia constrangedora. Imobilismo que emana do próprio Piratini, redoma protetora do mandatário, cercado por personagens histriônicos, dedicando todos esforços para alardear, diuturnamente, a verdade simplificadora, na qual o gestor anterior é depositário de todas dificuldades estruturantes do dito caos nas finanças rio-grandenses. Prefeitos escolados e políticos experientes não poderiam ceder a tal simplificação. Empenhado em superlativar dificuldades e apontar culpabilidades pretéritas, este “coletivo pensante” substitui a necessária busca de soluções pela estratégia do reducionismo descomprometido que torna inerte a administração em solo gaúcho.

Assim, transforma esta versão na verdade que privilegia o ajuste de contas com o passado, sempre referenciado pela visão meramente retroativa. O cenário decorrente é paralisação de obras, calote nos fornecedores, corte de horas extras para servidores da segurança pública e de recursos para o Corpo de Bombeiros, diminuição nos repasses à saúde, crises nos hospitais, carência de investimentos em políticas sociais, falta de nomeações de professores e completa ausência de projetos  legislativos estruturantes. Impõe, assim, ao RS um ambiente pessimista agravado pelo clima de “terrorismo” das ameaças de atraso ou parcelamento de salários.  

E que acentua o encaminhamento obrigatório para um diagnóstico de penúria, no qual se aplica o receituário bem conhecido da requentada elaboração dos tradicionais governantes do PMDB: arrocho  salarial, demissões de servidores e aumento de impostos complementado com a venda do que restou do patrimônio público. Presume-se, pois, da assertiva oficial, que, mais uma vez, o povo gaúcho será sacrificado pelas verdades simplificadoras e paralisantes que não são novidade para nenhum de nós. 

* Engenheiro, professor e deputado estadual

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30