ARTIGO
Pela manutenção da maioridade penal
Juliano Roso* | PC do B - 15:40 - 29/05/2015
A discussão sobre a diminuição da maioridade penal tem terreno fértil em um momento temeroso para a sociedade. No momento em que grupos esbravejam pela volta dos militares,exacerbam opiniões preconceituosas contra minorias e municiam-se de discursos de ódio, a ideia de que a redução da maioridade resolverá o problema da violência ganha eco e surfa em uma onda conservadora há muito tempo não vista em nosso país.
 
Nos 54 países que reduziram a maioridade não se verificou redução da violência. Inclusive a Espanha e a Alemanha voltaram atrás na decisão de criminalizar menores de 18 anos. Além disso, o Brasil é signatário de acordos internacionais, como o da Convenção dos Direitos da Criança e do Adolescente da Organização das Nações Unidas e a Declaração Internacional dos Direitos da Criança, que impedem esse retrocesso.
 
Outros números reforçam a negativa, como o do Ministério da Justiça que diz que menores de 16 a 18 anos são responsáveis por 0,9% dos crimes praticados no Brasil.Se considerarmos homicídios, esse percentual cai para 0,5%. Já no relatório Vulnerabilidade Juvenil à Violência e Desigualdade Racial aponta que um jovem negro tem, em média, 2,5 mais chances de ser assassinado que uma pessoa branca. Por isso é simplório apontar uma saída dessas para um problema que está enraizado na formação cultural brasileira.
 
Sugerir cadeia ao invés de educação restringe ainda mais os direitos de crianças e adolescentes pobres e isenta o Estado da responsabilidade. É bom deixar claro também que já constam na lei mecanismos punitivos para infratores dessa faixa etária. Transformar essa punição existente para o encarceramento em nosso sistema penitenciário adulto nada resolverá o problema da criminalidade no país.
 
*Deputado Estadual
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30