SEGURANÇA PÚBLICA
Roca Sales: falta de efetivo e fechamento de delegacias marcam audiência pública
Marcio Stefani - MTE 17305 | PT - 11:56 - 22/06/2015 - Foto: Marcio Stefani

O aumento da criminalidade resultante da falta de efetivo das forças de polícia e o fechamento de delegacias em cidades da região motivaram audiência pública da Comissão de Segurança e Serviços Públicos na noite de sexta-feira, 19, em Roca Sales.

O deputado Nelsinho (PT), presidente da Comissão, na abertura da reunião, destacou que vem realizando, a pedido das comunidades, audiências com o objetivo de contemplar o pleito que vem de todos os cantos do estado. “Temos audiência agendada no Chuí, já realizamos em Barão e na quinta-feira passada, na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre, que contou com os servidores da BM, PC, Bombeiros, Susepe e IGP”, afirmou o parlamentar. Infelizmente, segundo Nelsinho, a falta do secretário de Segurança do Estado, Wantuir Jacini, que confirmou presença e não apreceu, demostrou a importância dada pelo governo do Estado para o tema deixando a sociedade sem respostas às questões de efetivo, do aproveitamento de aprovados em concursos, do uso fora do objetivo das viaturas da patrulha Maria da Penha e sobre a criminalidade que tem tomado conta das cidades em todas as regiões do estado. “A integração, o uso da inteligência e da tecnologia são formas de qualificar a segurança. Mas sem o policial, sem o recurso humano, não se faz segurança. São 1900 aprovados nos concursos da Brigada Militar, 600 nos Bombeiros e 661 na Polícia Civil e que estão aptos para os cursos de formação e para reduzirem a defasagem de efetivo no RS, o Governo do Estado precisa se sensibilizar com esta necessidade”, reforçou Nelsinho.

Para o prefeito de Roca Sales, Nélio Vuaden, o município tem a responsabilidade e o dever de cuidar da segurança da população. “O grande objetivo é que a população esteja segura e tenha qualidade de vida”, disse Vuaden, destacando que a cidade, em parceria com outras cidades da região do Vale do Taquari, possui projeto de implantação de câmeras de videomonitoramento. “O projeto além de ser um investimento alto, necessita de servidores para o funcionamento”, concluiu o prefeito de Roca Sales.

Na audiência, o Comandante do CRPA-VT, Coronel Humberto Teixeira dos Santos afirmou que nos municípios da região,  a BM tem defasagem de efetivo que chega aos 40%. “Quanto a efetivo, não vemos atualmente uma luz no fim do túnel, num período muito curto”, disse o comandante, que frisou a preocupação com as aposentadorias dos servidores da corporação. “A restrição de horas extras, como é público, traz restrição de emprego de efetivo”, disse o Coronel Santos.

Segundo o titular da 19ª Delegacia Regional, João Antônio Merten Peixoto, há cidades da região em que as delegacias estão sendo fechadas por falta de servidores. “Acredito que no próximo concurso público deveria haver um percentual de efetivo para os municípios do interior”, ressaltou o delegado Peixoto. Para ele, a criminalidade vem partindo da região metropolitana para as comunidades do interior. “No ano anterior a região se mobilizou e, através do Orçamento Participativo do estado garantiu a demanda de aumento de efetivo para a região”, reforçando o objeto da audiência de Roca Sales.

Encaminhamentos da Audiência

Ao final da reunião, o deputado Nelsinho refletiu que o estado não pode deixar de investir em três áreas, na saúde, segurança e educação. “São áreas essenciais em qualquer sociedade. Vou levar a situação da região para o chefe de polícia, o delegado Guilherme Wondracek. O fechamento de delegacias prejudica e diretamente atinge a população, pois quando a polícia se retira, a criminalidade traz consigo a problemática que hoje vemos pelo estado”, lembrou Nelsinho.

O parlamentar concluiu a audiência dizendo que seguirá insistindo para que o governo do estado perceba que o decreto 52.230/15, que instituiu o corte de orçamento em áreas como a segurança pública, educação, saúde e não permite a contratação de aprovados em concursos públicos é profundamente danoso. “Ele precisa garantir que em determinado momento as corporações possam repor os efetivos”, concluiu o deputado.

Participou da audiência pública o deputado Maurício Dziedricki (PTB) – membro da Comissão de Segurança e Serviços Públicos, vereadores, servidores da Polícia Civil, Militar e imprensa local.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Deputados

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30