AGENDA
Deputado Nelsinho lança ciclo de debates em Canoas
Fernanda Finkler - MTE 12661 | PT - 11:21 - 01/07/2015 - Foto: Fernanda Finkler

O primeiro encontro do Canoas em Pauta - Diálogo e Experiências, evento proposto pelo deputado Nelsinho, realizado ontem à noite (30/06), no Unilasalle, reuniu cerca de 130 pessoas interessadas em saber mais a respeito do Piso Regional.

O Economista supervisor do Dieese, Ricardo Franzoi, fez uma análise histórica da política regional, adotada pela primeira vez, no governo do Rio Grande do Sul, no governo de Olívio Dutra. Para o economista, mais do que crescer  é preciso que o país resolva questões como a desigualdade social e regional. Franzoi afirmou que está claro a reação da direita às políticas que trabalham para a distribuição de renda de forma igualitária. Para ele, fazer o  enfrentamento do reajuste anual, em índices reais, do Piso Regional, é o primeiro passo para que se reorganize as forças trabalhistas e melhore o salário de ingresso no mercado de trabalho, beneficiando toda a economia. 

O advogado trabalhista Marcelo Garcia, que defendeu o aumento de 16 por cento, junto ao STJ, concedido no governo de Tarso Genro. falou sobre as bases e argumentos do trabalho que ele realizou. Marcelo lembra que a favor do Piso Regional, ao contrário do que muitas vezes é divulgado, pesa o fato de que com ele, nunca se teve tantos empregos formais. De 2002 a 2013, foram gerados mais de um milhão de empregos. Para o advogado, é preciso entender que este é um parâmetro mínimo para as categorias que não tem força nas negociações coletivas. Segundo Marcelo, os empresário alegraram no ano passado, que o aumento proposto, pelo governo Tarso, era inconstitucional, uma medida de caráter eleitoreira. Os trabalhadores conseguiram reverter esta situação. Hoje existe uma ação ajuizada pelos empresários gaúchos, em Brasília no STF. A respeito disso, o advogado declarou que não existe a menor possibilidade que seja votado a inconstitucionalidade da medida. Até porque, ainda com o aumento concedido, o valor atual , de R$ 1006,00 fica muito a baixo do que necessita uma família para viver dignamente. Além disso, não faria sentido para candidato algum aprovar uma lei para angariar votos, depois que a eleição já havia sido realizada. 

Segundo o deputado Nelsinho, o tema Piso Regional foi escolhido para o primeiro Canoas em Pauta porque passamos por momentos de incerteza, uma vez que em governos anteriores, do PMDB, o piso foi achatado. "Avaliando as primeiras ações do governo Sartori, o que se pode esperar de política para o Piso Salarial Regional"? Nelsinho lembrou que no governo Rigotto, o piso recebeu apenas 12 por cento de reajuste em quatro anos. Durante a gestão de Yeda Crusius a situação piorou ainda mais. O índice de aumento ficou em 10 por cento. Durante os quatro últimos anos, os trabalhadores recuperaram parte desta perda salarial no governo Tarso Genro, quando o Piso Regional teve um aumento de 28,43 por cento. " Agora é preciso se preparar para mais um período de fortes lutas. Temos que nos posicionar. Canoas, uma cidade que trabalha muito, precisa discutir e debater formas de se fazer ouvir. Este é o objetivo de realizar mensalmente o Canoas em Pauta e trazer para os canoenses discussões com temas relevantes para cada um", afirmou o deputado.

Também fizeram parte do debate Ireni de Melo, que representou a CTB, Paulo Chitolina, presidente do sindicato dos Metalúrgicos de Canoas e Santa Rita, que representou a CUT-RS, e o vereador Emílio Neto, presidente do PT-Canoas.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Deputados

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
PODCAST
21/01/2022 12:54 Semana AL em 60 segundos
BALANÇO - COMISSÃO DE CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS
BALANÇO - COMISSÃO DE ASSUNTOS MUNICIPAIS
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30