ARTIGO
Vamos à luta, de novo!
*Luiz Fernando Mainardi | PT - 14:01 - 09/11/2015

As duas audiências que realizamos, na última sexta-feira, em Bagé e Livramento, para dar início ao processo de avaliação dos dez anos da Unipampa, em busca dos seus impactos para as regiões da Fronteira Oeste e Campanha, mas, sobretudo, para ouvir das comunidades as suas demandas para o futuro, me trouxeram fortes emoções.

Sentir, nos depoimentos das pessoas, das mais distintas classes sociais, idades e ideologias que integram a nossa rica diversidade, quer nos depoimentos públicos, quer nas conversas informais, o que representou e representa a nossa universidade na vida de cada um, nos faz compreender o significado desta conquista.

O grande movimento que levou mais de 70 mil pessoas às ruas de 23 municípios naquele primeiro semestre de 2005, liderado por mim, pelo deputado Paulo Pimenta e pelo ex-reitor da Urcamp, Arno Cunha, obteve o respaldo decisivo do ex-presidente Lula e do ex-governador Tarso Genro, que implementavam um novo projeto de educação para o País.

Um projeto que invertia a lógica até então observada, passando o Estado a priorizar o ensino público, o que resultou na implantação de 17 novas universidades federais e centenas de escolas técnicas federais em todo o País. Abriram-se as portas do ensino superior e técnico para milhares de pessoas das classes mais baixas, até então excluídas desta possibilidade de ascensão social por meio do estudo. Não caiu do céu. É fruto de uma opção política do governo do presidente Lula.

Entendemos que houve muitos e inegáveis avanços econômicos, culturais e sociais nesta década. Não tem como negar isso. O comércio, o setor imobiliário e a prestação de serviços foram fortemente impactados. Se estabeleceram novas relações e novas dinâmicas sociais. Mas, queremos mais, muito mais. Corrigir eventuais erros, lutar pela conquista de mais recursos que qualifiquem melhor as estruturas da universidade dentro de sua complexidade multi-campi.

Particularmente, entendo que devemos, com toda a legitimidade de quem foi às praças públicas para conquistar a Unipampa, influenciar nos seus destinos. Precisamos, por exemplo, a partir do seu fortalecimento, comprometê-la cada vez mais com o desenvolvimento regional. Engajar toda a inteligência de professores e alunos em projetos e programas que nos levem a romper a estagnação econômica histórica de nossa região de fronteira.

Nossa caminhada, que pretende percorrer, ainda, os demais oito municípios contemplados com um campus da Unipampa, tem um objetivo claro. Produzir um documento síntese com apontamentos do que espera a região da sua universidade para os próximos dez anos. Instrumento que nos possibilitará abrir um diálogo com o ministro Aloisio Mercadante e sua equipe para dar encaminhamento às reivindicações da comunidade.

Eu e o deputado Paulo Pimenta reafirmamos nosso compromisso com a Unipampa. E, agora, estamos lançando um novo chamado aos homens e mulheres comprometidos com o futuro de nossa região: nós, que um dia já sonhamos juntos e transformamos este sonho em realidade, vamos, de novo, à luta. 

Deputado Estadual

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30