ARTIGO
Avançamos na legislação para coibir a violência contra a mulher, mas ainda temos muito a avançar!
Zilá Breitenbach* | PSDB - 09:49 - 08/08/2016
Por Lei, no Rio Grande do Sul o dia 07 de agosto é marcado como Dia Estadual em comemoração à Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2009), que há dez anos se tornou o principal instrumento legal para coibir e punir a violência doméstica praticada contra mulheres no Brasil.
 
 Esta data não pode passar em branco, visto que esta legislação é um marco na luta pelo fim da violência contra a mulher. Somos exemplo para o resto do mundo, já quem em 2012 a Lei Maria da Penha foi considerada pela Organização das Nações Unidas (ONU), a terceira melhor lei do mundo no combate à violência doméstica, perdendo apenas para Espanha e Chile.
 
 Hoje, mais de 130 países possuem legislação específica contra a violência de gênero e a conscientização é muito maior do que há 20 anos. Apesar disto e de todas as campanhas visando reduzir as estatísticas da violência de gênero, os dados ainda são alarmantes.
 
Nos dez primeiros meses de 2015, o Brasil registrou 63.090 denúncias de violência contra a mulher, o que corresponde a um relato a cada 7 minutos! Os dados são da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM-PR), a partir de balanço dos relatos recebidos pelo Ligue 180.
 
Destes registros, quase metade (31.432 ou 49,82%) correspondem a denúncias de violência física. Ainda, conforme o levantamento 38,72% das mulheres em situação de violência sofrem agressões diariamente, sendo que para 33,86%, a agressão é semanal.
 
Este cenário mostra que apesar de termos avançado na legislação, ainda temos muito a prosperar. Além de uma mudança, não apenas comportamental, mas de mentalidade, que já vem ocorrendo em parte devido à Lei Maria da Penha, precisamos continuar engajadas e lutando pelo fim da impunidade, com uma ampla revisão do Código Penal e o fim do regime semiaberto.
 
Por este motivo enfatizo: 07 de agosto deve representar um momento de comemoração por termos uma lei que é conhecida hoje por 98% da população, segundo Pesquisa Data Popular/ Instituo Patrícia Galvão mas, também um momento de reflexão.
 
*Deputada estadual, autora da Lei nº 13.273/2009, que institui o Dia Estadual em comemoração à Lei Maria da Penha
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30