ARTIGO
Uma segunda chance para o Brasil
Sérgio Turra* | PP - 10:58 - 13/09/2016

Virada a página do impeachment de Dilma, o Brasil vai aos poucos retomando a vida normal. O governo do presidente Michel Temer trabalha em três frentes para que a economia brasileira volte a crescer: o ajuste fiscal, a reforma trabalhista e a reforma da Previdência.

São temas impopulares, de difícil abordagem, porque contrariam interesses corporativos e sindicais. E certamente servirão de combustível ao proselitismo político irresponsável daqueles que, em 2014, elegeram Temer e agora conspiram para que seu governo fracasse – mesmo que isso custe muito caro a todos os brasileiros.                                                                                         

Mas são reformas que precisam ser feitas, para o bem do país, e o novo time econômico está disposto a fazê-las, com o apoio do Congresso Nacional. Um voto de confiança, neste momento, é importante para que o ministro Meirelles e sua equipe possam levar adiante essa difícil missão. Não se trata de apoiar ou não determinado governo, mas de apoiar o que é correto e necessário.

Desde o seu primeiro pronunciamento oficial, o presidente Temer tem feito sucessivos apelos à pacificação do país. Nas ruas, entretanto, o que se vê são manifestações cada vez mais violentas, com destruição do patrimônio público e privado, por parte daqueles que não se conformam com a perda de seus privilégios.

Em quase todas as manifestações ditas “pacíficas”, lideradas por movimento políticos, há um momento em que mascarados entram em cena para “tocar o terror”. Os organizadores dizem que esses vândalos não fazem parte do protesto, que são anarquistas, grupos autônomos, ativistas independentes. Portanto, eles estariam fora de controle.

Curiosamente, nenhum desses arruaceiros “independentes” apareceu nas passeatas de verde e amarelo contra a corrupção e a favor do impeachment. Nesse movimento, milhões de pessoas saíram às ruas em todo o país sem quebrar uma lâmpada ou arrancar uma flor de um canteiro.

Enfim, cada grupo se manifesta à sua maneira. Isso permite que os brasileiros possam distinguir quem realmente quer reerguer um país arrasado pela recessão, pela inflação e pelo desemprego daqueles que buscam tão-somente ver o circo pegar fogo. Uma coisa é certa: o Brasil merece uma segunda chance. E nós devemos apoiar essa reconstrução.

*Deputado estadual, líder do PP

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
COMISSÃO DE FINANÇAS, PLANEJAMENTO, FISCALIZAÇÃO E CONTROLE
COMISSÃO DE ECONOMIA, DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E DO TURISMO
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30