ARTIGO
Ao povo, sacrifício. Aos amigos, vista para o mar
Juliano Roso* | PC do B - 16:55 - 28/11/2016
O caso que culminou com o pedido de demissão do ministro Geddel Vieira Lima, sexta-feira (25), é simbólico e ironicamente representa o caráter do governo de Michel Temer. Geddel, já citado em delações de empreiteiras por recebimentos de valores de natureza duvidosa, era o braço direito do peemedebista.
 
O caso começou após o ex-ministro usar do cargo para conseguir a liberação para a construção de um prédio de 23 andares em uma área tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico Artístico e Natural (Iphan), no litoral de Salvador. Curiosamente, Geddel era o proprietário do mais alto apartamento do condomínio de luxo, no 23º andar, com uma bela vista para a Baía de Todos os Santos.
 
O ex-ministro Marcelo Calero, que fez a denúncia, disse em depoimento que também foi pressionado por outros ministros do governo, além do próprio presidente Temer, para burlar a lei e aprovar a edificação para Geddel. O que chama atenção nesse caso é o posicionamento do presidente, que com o apoio da mídia pede sacrifício do povo com medidas de precarização dos serviços públicos e de perda de direitos trabalhistas. Mas para os amigos, no caso Geddel, Temer não titubeou em usar de seu cargo para “reforçar” a necessidade de seu ministro ter direito a um apartamento de frente para o mar em uma área onde essa construção não pode existir por questões legais.
 
Enquanto o interesse privado se sobrepõe ao público na sala principal da República, o Brasil torna-se refém de um grupo político com práticas conhecidamente questionáveis e imorais. Enquanto isso no Congresso Nacional parlamentares que bradaram pelo impeachment da presidenta Dilma ensaiam a aprovação da anistia ao caixa 2. Como disse Tom Jobim: “O Brasil não é para principiantes”.
 
* Deputado estadual
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30