ARTIGO
Um alerta sobre os efeitos colaterais da operação Carne Fraca
Edson Brum* | MDB - 15:48 - 20/03/2017

Deflagrada na última sexta-feira, pela Polícia Federal, a operação Carne Fraca mostrou que muitos consumidores foram vítimas de um punhado de maus empresários que agiram combinados com maus agentes públicos, levando sua ganância à esfera criminal. O desdobramento econômico, porém, pode fazer ainda muitas outras vítimas. Os efeitos colaterais desta crise imagem, caso não se restabeleça a racionalidade, podem avançar muito além da produção de carnes, afetando toda a cadeia da proteína animal e, a seguir, dos alimentos produzidos no Brasil para o Mundo.

Por maior e mais legítima que seja nossa indignação, não podemos nos somar ao coro das generalizações, dos ataques irresponsáveis. Além de grandes injustiças, agindo assim podemos estar incorrendo ao papel de massa-de-manobra, já que o escândalo aconteceu poucos dias depois que o Brasil começava a comemorar a venda de carnes para os Estados Unidos.

Todos temos muito a perder com a potencialização desproporcional deste fato que, conforme informações da própria operação, está devidamente detectado, contido e remediado.

No Rio Grande do Sul, é preciso atenção especial. Ao longo da minha vida política, tive a oportunidade de acompanhar de perto a crescente qualificação dos controles sanitários e de produção da cadeia da produção primária gaúcha. O leite produzido pelas nossas cooperativas, por exemplo, é um dos melhores do mundo. Com as carnes não é diferente.

Deixemos que as autoridades competentes façam seu trabalho e cumpramos também nossos papeis, como consumidores ou agentes públicos. Mas evitemos exageros, irresponsabilidades e palanques. Está em jogo uma parte muito expressiva da economia nacional e, por consequência, das vidas de todos nós.

*Deputado estadual (PMDB)

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30