CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS
Alunos da UFSM denunciam ato de racismo e pedem apoio da Comissão
Marinella Peruzzo - MTE 8764 | Agência de Notícias - 13:43 - 06/12/2017 - Foto: Vinicius Reis
Estudantes entregaram ao presidente camiseta com a inscrição
Estudantes entregaram ao presidente camiseta com a inscrição

A Comissão de Cidadania e Direitos Humanos recebeu, na manhã desta quarta-feira (6), alunos da Universidade Federal de Santa Maria, que relataram episódio ocorrido no dia 14 de setembro, quando se depararam com frases de cunho racista pichadas nas paredes do diretório acadêmico do curso de Direito. “O lugar de vocês é no tronco”, “fora negrada” e “negros fora”, acompanhadas de desenhos de suásticas, foram as expressões utilizadas, conforme contou Mariane Ramos, aluna do curso de Direito. Os insultos, segundo ela, foram feitos “por pessoas covardes, que, por trás do anonimato, resolveram xingar e atacar, de maneira direta, os alunos Elisandro Ferreira e Fernanda Rodrigues”.

Elisandro Ferreira descreveu aos deputados os sentimentos que o acometeram no momento em que viu as inscrições. “A pessoa (que escreveu as mensagens racistas) não tem noção do quanto isso é agressivo, do quanto isso é perturbador”, disse Elisandro. Segundo ele, a ação o afetou profundamente e dificultou sua permanência na universidade. Filho de uma catadora, ele viveu na rua dos nove aos 16 anos e aprendeu a escrever seu nome aos 20 anos. Conseguiu se preparar para o vestibular graças à oferta de uma vaga por parte do dono do cursinho pré-vestibular onde prestava serviços de pintura.

Representando a universidade, Cláudio Corrêa disse que o reitor havia envidado todos os esforços para que atos como aquele fossem “extirpados”. Afirmou que o ocorrido envergonhava não só a ele, mas também a universidade, o estado e o país.

Antes do relato, os estudantes entregaram ao presidente da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos, deputado Jeferson Fernandes (PT), uma camiseta com a inscrição "Basta Racismo". O convite para que eles viessem à comissão foi uma iniciativa do deputado Valdeci Oliveira (PT), que afirmou que "a universidade era um local de diversidade e não deveria passar por uma ação vergonhosa e covarde" como a descrita.

Miriam Marroni (PT) sugeriu que os deputados realizassem uma visita à universidade, o que deverá ser organizado para o início do ano que vem. Manuela d’Ávila (PCdoB) apresentou ideias como a de capacitação de professores dos cursos de pedagogia e a criação de disciplinas sobre o tema. Também sugeriu que, em reação aos insultos escritos nas paredes, fizessem um paredão com frases anti-racismo. Bombeiro Bianchini (PPL) se solidarizou aos estudantes e afirmou o compromisso seu e de seu partido contra atos de racismo.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Comissão de Cidadania e Direitos Humanos

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
COMISSÃO DE ECONOMIA, DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E DO TURISMO
COMISSÃO DO MERCOSUL E ASSUNTOS INTERNACIONAIS
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30