COMISSÃO DE REPRESENTAÇÃO EXTERNA
Comissão encaminha mobilização nacional pela compensação justa da Lei Kandir
Vicente Romano - MTE 4932 | Agência de Notícias - 16:07 - 18/12/2017 - Foto: Ronaldo Quadrado

A Comissão de Representação Externa para tratar da situação Jurídico Política da Lei Kandir definiu, em audiência pública realizada nesta segunda-feira (18) a necessidade da Assembleia Legislativa iniciar uma mobilização nacional, que possa sustentar os pedidos de compensação justa e de restituição das perdas históricas dos estados exportadores, em razão da Lei Kandir. Além disso, os deputados rejeitaram a proposta de extinção da Lei Kandir.

Para tanto, a Comissão, coordenada pelo deputado Frederico Antunes (PP), incluirá, em seu relatório final, a realização de reunião com bancadas federais, senadores, prefeitos e vereadores dos 16 estados exportadores a ser realizado em 5 de março para dar início à regimentação política para alterações no relatório da Comissão Mista Especial sobre a Lei kandir, do Congresso Nacional. A mobilização teria seu ápice na Conferência Nacional da Unale que acontece em maio no RS.

O relatório da Comissão do Congresso Nacional sobre a Lei Kandir, presidida pelo deputado José Priante, propõe, em suas recomendações, repasses pela não incidência de ICMS sobre as exportações de produtos primários ou semielaborados, no valor de R$ 9 bilhões. Atualmente, este valor aproxima-se dos R$ 3 bilhões. Este montante teria como dotação a relocação de recursos públicos e a criação de um fundo sobre a produção mineral brasileira.

O relatório do senador Wellignton Fagundes ainda não foi votado. Ele sofre forte rejeição dos parlamentares de regiões extrativistas de minerais. Muitos parlamentares adiantaram que se for criado o Fundo de Produção Mineral, eles votariam a favor da proposta de extinção da Lei Kandir – o que prejudicaria o setor agropecuário do RS.

Presidente
O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Edegar Pretto (PT), abriu os debates da reunião. Inicialmente saudou a iniciativa do deputado Frederico Antunes por querer debater um dos assuntos mais importantes do momento no Brasil. “Se fosse realizado um acerto justo, o RS não teria que pagar e, ao contrário, receber”, disse

Pretto entende que o tema ainda não recrutou forças políticas capazes de modificar a relação entre a União e os estados em função da Lei Kandir. Para o presidente da Assembleia, é preciso popularizar o assunto. “Enquanto não tivermos forças numerosas, a União continuará dando as cartas”, advertiu.

O deputado Frederico Antunes (PP) afirmou que, a partir do novo prazo para o Congresso Nacional deliberar a respeito da Lei Kandir, cabe ao RS fazer um “levante” e concentrar a mobilização nos parlamentares dos 16 estados exportadores brasileiros.

Diante da insatisfação com o relatório do Congresso e com a possibilidade de extinção da Lei Kandir, o deputado Tiago Simon (PMDB) afirmou que não é onerando o setor agrícola que será resolvido o problema. Para o peemedebista, apenas a mobilização pode resgatar o ressarcimento das perdas históricas ocasionadas pela Lei Kandir. “O que me preocupa é que ressarcimentos passados estão sendo vistos como um miragem”, analisou. Conforme Simon, é fundamental uma articulação “pesada” junto a quatro ou cinco bancadas de estados com número expressivo de parlamentares para alterar o relatório da Comissão.

O deputado Elton Weber (PSB) afirmou que os gaúchos devem lutar contra a extinção da Lei Kandir, popularizar a discussão sobre o tema e debater a proposta da Unale (União Nacional de Legisladores e Legislativos Estaduais) de repactuação dos estoques das dívidas dos estados com a União. O deputado Gilmar Sossella (PDT) sugeriu que a mobilização pelo ressarcimento deve envolver Famurs, Confederação Federal dos Municípios e Associação nacional dos Vereadores.

Manifestações
Na reunião também se manifestaram, o Chefe da Casa Civil do governo do Estado, Jorge Branco; o Procurador-Geral do Estado, Eusébio Ruschel; representantes da Defensoria Pública, Farsul, Fiergs, Sindifisco e Fetag.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Comissão de Representação Externa

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30