TRIBUNA
Pronunciamentos na tribuna nesta quinta-feira
Olga Arnt*- MTE 14323 | Agência de Notícias - 16:40 - 05/04/2018 - Edição: Sheyla Scardoelli - MTE 6727 - Foto: Marcelo Bertani
Deputada Regina Becker anunciou entrada no PTB
Deputada Regina Becker anunciou entrada no PTB
Confira o resumo dos pronunciamentos dos deputados durante o período das Comunicações da sessão plenária do Parlamento gaúcho desta quinta-feira (5). A íntegra das manifestações pode ser ouvida no endereço www.al.rs.gov.br/legislativo, em áudios das sessões.  

Stela Farias (PT) repercutiu o julgamento ontem (4) no Supremo Tribunal Federal (STF) do habeas corpus impetrado pelo ex-presidente Lula. Na avaliação da petista, o resultado é mais um capítulo do golpe que retirou a ex-presidente Dilma Rousseff da Presidência da República em 2016. “O que aconteceu ontem foi o que juristas, intelectuais e a imprensa internacional já vinham apontando: uma ruptura institucional sem precedentes e a Constituição Federal sendo esfacelada por quem deveria ser seu maior guardião”, declarou. Segundo Stela, a decisão do STF afrontou um elemento central da Constituição brasileira - a presunção de inocência - que “não pode ser alterado num processo político e ideológico”. “Não vamos aceitar calados e de braços cruzados mais este ataque à democracia, que empurra o País para as sombras”, avisou. A parlamentar afirmou ainda que, após o golpe de 2016, veio o achaque à Nação, com a supressão dos direitos dos trabalhadores, a entrega das riquezas nacionais e o fim dos programas sociais. “Os golpistas não têm outro projeto para o Brasil, além da destruição de direitos e da democracia. Precisam tirar Lula do caminho e preparam sua prisão após uma condenação sem provas”, concluiu.

Regina Becker Fortunati (PTB) anunciou sua saída da Rede Sustentabilidade e seu ingresso no Partido Trabalhista Brasileiro. Na presença de lideranças do PTB de diversos municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre, Regina afirmou que não mudará de postura nem de causa, mas que pretende ampliar sua atuação em favor da causa animal e da defesa do meio ambiente. “No exercício do Estado democrático de direito, a eleição é uma essência, a conquista da cidadania e a expressão do espírito republicano. Ela nos permite posicionamentos e determinação para fazermos escolhas. Neste momento faço a minha que, tenho certeza, irá ampliar minha militância em defesa da missão da minha vida, a causa animal, e que se agrega a ela a sustentabilidade do meio ambiente”, frisou. Ao finalizar seu pronunciamento, a parlamentar agradeceu o carinho que sempre recebeu da Rede e do PDT, partido pelo qual se elegeu, e fez uma referência especial a ex-ministra Marina Silva.

Maurício Dziedricki (PTB) desejou boas-vindas a Regina Becker Fortunatti à bancada do PTB no Parlamento gaúcho. “É uma honra ter entre nossos quadros uma guerreira, que faz política de forma vocacionada e é capaz de construir novos parâmetros para quem milita em prol da causa animal”, declarou. Para ele, o ingresso da parlamentar na sigla criará novas frentes de atuação, abrindo “um novo tempo que pode trazer grandes avanços para a causa animal. “É uma honra que o sexto integrante de nossa bancada seja uma mulher”, apontou. Em nome da bancada do PTB. Dizedricki agradeceu na tribuna a presença de lideranças do partido na Assembleia Legislativa para prestigiar o anúncio feito por Regina Becker Fortunati.

Manuela d Ávila (PCdoB) iniciou seu pronunciamento citando frases dos ministros Ricardo Lewandowski e Celso de Mello, durante a sessão do STF dessa quarta-feira (4), quando foi julgado o habeas corpus preventivo solicitado pelo ex-presidente Lula. “Ontem tivemos um dia emblemático, onde a Suprema Corte ficou dividida entre aqueles que defendem os avanços civilizatórios, os que lutam para garantir a liberdade e os direitos individuais e aqueles que, pressionados por um conjunto de forças – amplos setores da mídia, do Poder Judiciário e MP e por setores das Forças Armadas, estes inclusive infringindo a Constituição Federal – e os que cederam à pressão”, apontou. Segundo ela, ontem foi encerrado um ciclo iniciado com a Carta de 88, o ciclo das conquistas da Constituição Cidadã. “Alguns acredita, ou fingem acreditar, iludidos pelo fascismo, que o episódio no STF foi em relação ao futuro Lula e do PT. Tolos. Porque o debate que ocorreu no STF, em torno do maior líder popular do país e do planeta, foi uma batalha entre o direito e a barbárie”, advertiu. Segundo ela, se prenderem o maior líder na atualidade, antes de todo o rito processual, o que farão com os demais brasileiros”, questionou. No seu entender, é preciso garantir a construção e consolidação de uma frente ampla, anti-fascista, em defesa da democracia e das mínimas garantias democráticas.

Tiago Simon (PMDB) afirmou que é muito importante, em uma democracia, “entendermos a pluralidade de visões e pensamentos. Algumas pessoas têm enorme dificuldade em aceitar, em qualquer nível, decisões ou posicionamentos que não são os seus, que contrariem sua forma de enxergar. É o conhecido pensamento único”, referiu. “Vejo a deputada Manuela, do PCdoB, subindo à tribuna para falar de fascismo. Mas ela não sabe, não leu, ou não estudou acerca do comunismo? O regime mais sanguinário e totalitário da história do mundo, e vem aqui acusar pessoas que pensam diferente dela, das suas teses, de fascistas? Ao contrário do que foi dito, hoje não é dia de lamentar violação do direito e garantias fundamentais, não; não é dia para se lamentar qualquer ruptura ou perda de substância do estado democrático de direito, não. É um dia para comemorarmos que começamos a vencer a impunidade no país. Que a lei vale para Lula, Cunha e empresários”, reforçou. Para Simon, o povo brasileiro acordou há tempos. “Não foram fascistas e sim milhões de brasileiros, nas ruas, que derrubaram aquele governo corrupto, que ficou em meio ao caos administrativo”, considerou. De acordo com o deputado do PMDB, é necessário que os episódios recentes da vida nacional sejam vistos e analisados sem os filtros da ideologia, com um mínimo de justiça e coerência.

* Colaboração de Celso Bender

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Sessão Plenária

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
FÓRUM SOCIAL MUNDIAL DA POPULAÇÃO IDOSA, PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E DIVERSIDADES
FÓRUM SOCIAL MUNDIAL DA POPULAÇÃO IDOSA, PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E DIVERSIDADES
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30