FEIRA LITERÁRIA
Importância da leitura é tema de palestra proferida por líder espiritual
Olga Arnt - MTE 14323 | Agência de Notícias - 20:20 - 09/07/2018 - Edição: Sheyla Scardoelli - MTE 6727 - Foto: Marcelo Bertani
Chagdud Khadro é  dirigente espiritual da Fundação Chagdud Gonpa no Brasil e Hispanoamérica
Chagdud Khadro é dirigente espiritual da Fundação Chagdud Gonpa no Brasil e Hispanoamérica

“Um bom livro é como um holograma mental que perpassa o tempo e o espaço.” A declaração foi feita pela dirigente espiritual da Fundação Chagdud Gonpa no Brasil e Hispanoamérica, Chagdud Khadro, na palestra A Importância da Leitura e Valorização da Vida, realizada na Assembleia Legislativa na noite desta segunda-feira (9). O evento integra a programação da primeira edição da Feira Literária do Parlamento Gaúcho, que iniciou dia 4 de julho e se encerra nesta terça-feira (10).

Chagdud Khadro contou para uma plateia formada por estudantes, professores, adeptos e simpatizantes do Budismo que o primeiro contato que teve com a leitura foi por intermédio de sua mãe, que leu para ela durante o período em que se recuperava de uma doença grave. Na universidade, estudou Inglês e Literatura, mas a rotina acadêmica, segundo ela, reduziu o prazer da leitura, que foi recuperado durante o trabalho voluntário que fez em uma pequena cidade africana. No período em que não estava alfabetizando as crianças do pequeno vilarejo de Serra Leoa, Chagdud Khadro se dedicava à leitura dos clássicos. “Os livros nos transportam para outra realidade. Se você não ler, morre tendo vivido uma só vida”, apontou a líder espiritual.

Ela fez referência também a importância da palavra escrita na cultura tibetana, que conheceu de perto. “No Tibet, há muito apeço pela palavra escrita, tanto que um liro nunca é colocado no chão”, revelou. Segundo Chagdud Khadro, quando os chineses invadiram o Tibet destruíram livros, como forma de dessacramentalizar os textos religiosos e destruir a cultura. “A ação, no entanto, teve efeito inverso, pois inspirou a preservação dos manuscritos, muitos dos quais foram retirados do Tibet e levados para a Índia para serem impressos”, afirmou.

Atualmente, ela se dedica a leituras sobre a morte, procurando saber como as pessoas encaram e como se preparam para enfrentar uma questão que é universal. “Isso nos permite uma escuta muito mais profunda sobre o tema”, ressaltou, lembrando que a leitura de um livro prepara sempre para a leitura do próximo.

A primeira edição da Feira Literária do Parlamento Gaúcho, promovida pela presidência da Assembleia Legislativa, proporcionou ao público uma série de atividades culturais, além da venda e a troca de livros. O superintendente de Comunicação e Cultura da Assembleia Legislativa, Inocêncio Moreira Filho, considera que o evento superou as expectativas e que deverá continuar nos próximos anos.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Palestra Feira Literária

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30