PLENÁRIO
Deputados aprovam criação do Programa de Incentivo ao Aparelhamento da Segurança
Sheyla Scardoelli - MTE 6727 | Agência de Notícias - 18:50 - 14/08/2018 - Foto: Vinicius Reis
O plenário da Assembleia Legislativa aprovou na tarde desta terça-feira (14) o Projeto de Lei Complementar (PLC) 129 2018, proposta do Poder Executivo que cria o Programa de Incentivo ao Aparelhamento da Segurança (PISEG/RS), vinculado à Secretaria da Segurança Pública. O projeto foi aprovado com 42 votos favoráveis e um contrário.

A norma abre a possibilidade de conjugar esforços dos setores público e privado para incentivar o reaparelhamento da Segurança Pública Estadual. O aporte poderá ser feito por meio de fomento a projetos específicos ou depósitos direto ao Fundo Comunitário PRÓ- SEGURANÇA (Lei nº 15.104, de 11 de janeiro de 2018), compensando percentuais dos valores doados com valores correspondentes ao ICMS a recolher das empresas contribuintes.

De acordo com a justificativa do governo, a proposição não onera os cofres públicos, tendo em vista que não haverá renúncia ou isenção fiscal, pois se trata de compensação, que terá o limite de até 0,8% do total da receita estadual com ICMS por ano. O programa foi inspirado em ação articulada pela sociedade civil que doou bens para a segurança pública sem qualquer tipo de compensação.

As bancadas do PSol e do PT apresentaram emendas que acabaram derrubadas com a aprovação do requerimento de preferência para votação do texto original do projeto. Os deputados governistas defenderam a aprovação do projeto na sua forma original, sem emendas, para permitir a rapidez na implementação da proposta.

O deputado Ronaldo Santini (PTB), coordenador da Frente Parlamentar de Segurança Pública, agradeceu o apoio de todas as bancadas da Casa, que deram acordo para a votação da proposta em plenário, e recordou os trabalhos conduzidos pela Comissão Especial da Segurança Pública, presidida por ele ao longo do ano passado, e o diálogo mantido com o Instituto Cultural Floresta, ONG que propôs a elaboração de proposta que serviu de base para o projeto do governo. O relator da Comissão Especial da Segurança Pública, Vilmar Zanchin (MDB), elogiou a conjugação de esforços entre governo, Parlamento e sociedade civil, e destacou o pioneirismo da proposta em âmbito nacional.

Ao final a proposta original foi aprovada por maioria, com a ressalva feita pela bancada do PT de que o problema da segurança não se resolve apenas com a compra de equipamentos, mas com uma visão mais ampla dos problemas que afetam a sociedade gaúcha. O deputado Pedro Ruas (PSol) lembrou que deu acordo para a votação da proposta em plenário. “Mas isso não significa votar favoravelmente ao projeto”. O deputado apresentou emendas que foram derrotadas, e que a seu ver poderiam prevenir problemas futuros, e votou contrariamente à proposta.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Sessão Plenária

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30