BALANÇO 2018
Memorial lança obra sobre a história das comissões parlamentares de 1828 até a atualidade
Olga Arnt - MTE 14323 | Agência de Notícias - 11:20 - 22/01/2019 - Edição: Vicente Romano - MTE 4932 - Foto: Marcelo Bertani
Detalhe de parte do acervo pessoal do Visconde de São Leopoldo
Detalhe de parte do acervo pessoal do Visconde de São Leopoldo

O Memorial do Legislativo fechou o ano com chave de ouro. Dia 12 de dezembro, lançou a obra Comissões Permanentes do Parlamento Gaúcho – do Império à República, compilação inédita, produzida pelas pesquisadoras Débora Dornsbach Soares e Elenice Maria de Mello, que resgata a memória e a história das comissões parlamentares no Rio Grande do Sul. A obra, com 180 páginas, reúnes informações destes órgãos técnicos desde 1828, tempo dos Conselhos Gerais da Província, até as últimas atualizações regimentais, realizadas nos anos 2000.

O lançamento do primeiro volume da série Guia de Acervos também foi destaque da agenda do Memorial do Legislativo em 2018. Com os documentos catalogados do acervo pessoal de José Feliciano Fernandes Pinheiro, o Visconde de São Leopoldo, a iniciativa é resultado de um trabalho conjunto desenvolvido pelo Memorial e Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul (IHGRGS) e tem o propósito de servir como guia para pesquisadores.

A série Perfis Parlamentares, que iniciou em 1997 e já homenageou nomes como João Neves da Fontoura, Getúlio Vargas, Flores da Cunha, Oswaldo Aranha, A.J. Renner, João Goulart e Leonel Brizola, ganhou duas novas edições neste ano. A 14ª contempla a trajetória legislativa de Alcides Cruz, que desempenhou o mandato entre 1897 e 1916. Fundador da Faculdade de Direito de Porto Alegre, Cruz somou sete mandatos no Parlamento gaúcho pelo Partido Republicano Rio-grandense (PRR). Além da contribuição como autor de livros jurídicos e das polêmicas políticas, ele deixou registros na crônica jornalística de veículos como jornal A Federação, Revista Gazeta do Foro e no Anuário do Estado. Também foi militar, tipógrafo, funcionário da estrada de ferro Porto Alegre-Uruguaiana e oficial do Tesouro na Secretaria da Fazenda. Alcides Cruz faleceu jovem, aos 49 anos, vítima de tuberculose pulmonar.

Já a edição 15 resgatou a história de Manoel Theophilo Barreto Vianna, que presidiu a Assembleia Legislativa por 20 anos (1908-1928). Considerado um dos sustentáculos do Partido Republicano Rio-grandense, Barreto Vianna foi professor da Escola de Engenharia e um dos fundadores da Biblioteca Borges de Medeiros da Assembleia Legislativa e do Colégio Júlio de Castilhos.

Visitas
Localizado na rua Duque de Caxias, 1029, no Centro Histórico de Porto Alegre, o Memorial do Legislativo é parada obrigatória para quem quer conhecer um pouco da história política do Rio Grande do Sul. O órgão, que é responsável pela visitação do Plenário da Assembleia Legislativa e do Solar dos Câmara, recebeu, ao longo de 2018, 7600 estudantes e professores de 204 escolas de vários municípios gaúchos. Mais de 850 turistas de diversas cidades do Rio Grande do Sul (50,7%), de outros estados (42,6%) e de outros países (4,6%), além de 85 pesquisadores frequentaram o espaço no decorrer do ano.

O interesse pelo acervo do memorial é expresso também pelos acessos virtuais. As visualizações do Portal do Memorial (www.al.rs.gov.br/memomorial) chegaram a 10 mil por mês. Já o Facebook do órgão conta com 915 seguidores.

Projetos
O Memorial desenvolve também uma série de ações, que facilitam a pesquisa e o acesso a informações e documentos. É o caso do Gerenciamento Eletrônico dos Anais da Assembleia Legislativa, que permite a consulta aos anais do Parlamento, de 1847 a 1994, via internet, bastando acessar o endereço http://www2.al.rs.gov.br/memorial/PesquisaAcervo/tabid/6351/Defaut.aspx. A plataforma permite o cruzamento de dados e a busca direta de conteúdo nos documentos.

Outro projeto desenvolvido pelo Memorial é a Digitalização dos Processos de Emancipações. São 700 processos emancipatórios de municípios gaúchos disponíveis no endereço http://acervomemorial.al.rs.gov.br/index.php/emacipacoes-dos-municipios-do-estado-do-rio-grande-do-sul.

Para facilitar ainda mais o trabalho dos pesquisadores e internautas, o Memorial desenvolveu ainda o Projeto ATOM, que descreve os fundos documentais do acervo do órgão em forma de catálogo. Por meio dele, é possível verificar a existência de um documento sem a necessidade de deslocamento até o Poder Legislativo.

Já o Projeto de Gestão Documental da Assembleia Legislativa estabelece as políticas e diretrizes de preservação e conservação dos acervos arquivísticos do Parlamento do Rio Grande do Sul.

Eventos
O Memorial foi ainda palco de exposições, palestras, seminários, audiências públicas e cursos destinados aos servidores.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Memorial do Legislativo

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
CONSCIÊNCIA NEGRA
COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA
COMISSÕES DE ECONOMIA E DE FINANÇAS
COMISSÃO DE SAÚDE E MEIO AMBIENTE
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30