FOLHA VERDE
Assembleia premia protagonismo de pessoas e instituições no desenvolvimento rural
Olga Arnt - MTE 14323 | Agência de Notícias - 19:04 - 17/12/2018 - Edição: Celso Bender - MTE 5771 - Foto: Marcelo Bertani
Dante Barone lotou para o evento
Dante Barone lotou para o evento

Em cerimônia que lotou o Teatro Dante Barone, na tarde desta segunda-feira (17), a Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo entregou o Prêmio Folha Verde 2018 aos 12 vencedores do concurso, que tem como propósito valorizar pessoas e instituições empenhadas na promoção do crescimento do setor agropecuário e da economia gaúcha. O presidente da Comissão, deputado Adolfo Brito (PT), afirmou que a condecoração busca estimular e expressar o reconhecimento às pessoas, instituições e empresas que fazem a diferença no meio rural gaúcho. “A agricultura coloca o Rio Grande do Sul como protagonista no cenário nacional. E hoje homenageamos aqueles que são os responsáveis pela pujança deste setor”, frisou ao abrir o evento.

Na edição deste ano, o Prêmio Folha Verde agraciou sindicalistas, instituições ligadas ao ensino agrícola, entidades públicas voltadas à pesquisa, cooperativa, agroindústrias, personalidades políticas e mídias voltadas a produção e disseminação de conteúdos relacionados à produção agropecuária. Desde 2015 a 2018, 374 pessoas e instituições foram indicadas para receber a condecoração.

Em nome do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Marlon Santos (PDT), Brito fez um apanhado das ações do Parlamento no quadriênio 2015-2018, por intermédio da Comissão da Agricultura, em prol do setor primário. O progressista citou ações para garantir qualidade da energia elétrica e serviços de internet e de infraestrutura no meio rural, além estimular o debate sobre o uso de energias renováveis e formas de aliar aumento de produção e sustentabilidade. Ele lembrou ainda que a comissão atuou para pleitear liberação de recursos para o setor agrícola e trabalhou questões relacionadas ao Mercosul.

Representando o governador José Ivo Sartori, o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Tarcísio Minetto, ressaltou que o Prêmio Folha Verde é “fator de motivação para aqueles que se dedicam a uma atividade de alto risco por conta de pragas, intempéries e das oscilações do mercado”. “Esta homenagem motiva e engrandece cada um dos agraciados”, frisou Minetto, que foi vencedor na categoria Desenvolvimento Agrário.

O Prêmio folha Verde está em sua oitava edição. Embora tenha sido instituído em 1995, só foi implementado em 2003. Foram realizadas edições de 2004 a 2007, quando a premiação foi interrompida, sendo retomada em 2012. Em 2016, a iniciativa foi ampliada com a instituição de novas categorias e o aumento da presença da mídia especializada na comissão julgadora.

Agraciados
Os 12 vencedores foram escolhidos entre 81 indicações por uma comissão julgadora, constituída por deputados, representantes de órgãos públicos ligados à agropecuária e por jornalistas especializados em cobertura do setor rural. Os agraciados foram os seguintes:

  1. Agrícola: Associação Gaúcha de Professores Técnicos de Ensino Agrícola (AGEPTEA);

  2. Pecuária: Embrapa Pecuária Sul;

  3. Florestal: Isla Sementes;

  4. Cooperativas Agrícolas: Cooperativa Piá;

  5. Trabalhadores Rurais: Genoveva Haas;

  6. Setor Rural: Carlos Joel da Silva;

  7. Propriedade Agropecuária Modelo: Chalet Agropecuária e Indústria de Azeites Batalha;

  8. Mídia Agrícola: Programas de Televisão e Rádio da Emater/RS Ascar;

  9. Desenvolvimento Agrário: Tarcísio Minetto;

  10. Público Agropecuário: Embrapa Uva e Vinho;

  11. Agricultura Ecológica: Associação dos Guardiões das Sementes Crioulas de Ibarama – Asci;

  12. Agricultura familiar: Silvio Gustavo Siebert – Agroindústria de Embutidos Siebert.

Prestigiaram a cerimônia os deputados Elton Weber (PSB), Jeferson Fernandes (PT), Ernani Polo (PP) e Heitor Schuch (PSB/RS), o secretário adjunto de Agricultura, André Petry, além de representantes de entidades ligadas ao setor agropecuário, representantes de veículos de comunicação e lideranças políticas, comunitárias e sindicais de diversos municípios gaúchos.

Composição da Comissão Julgadora
A comissão julgadora foi constituída pelos deputados Adolfo Brito (coordenador); Rodrigo Rizzo, coordenador Geral das Câmaras Setoriais e Temáticas da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi); Osmar Redin, chefe de Gabinete da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR); Alicia Farinati, auditora Fiscal Federal agropecuário, pela SFA-RS; Claudia Saldívia, delegada Federal Substituta do Desenvolvimento Agrário no Rio Grande do Sul (DFDA-RS); Vladimir Cunha dos Santos, pela Associação dos Jornais do Interior (ADJORI); Laura Santos Rocha, vice-presidente do Sindicato de Jornalistas (SINDJORS); Mario Eugênio Villas-Bôas da Rocha, diretor do Departamento de Política Ambiental da Associação Riograndense de Imprensa (ARI); Elder Ogliari, editor da área rural do Correio do Povo; Gisele Loeblein, colunista e editora do Caderno Campo e Lavoura de Zero Hora; Guilherme Daroit, repórter de Economia do Jornal do Comércio; Armando Burd, colunista de O Sul; Filipe Peixoto, repórter da Band-RS; Alessandra Farina Bergmann, repórter do Programa Negócios da Terra do Sistema Brasileiro de Televisão (SBT-RS) e Lirian Sifuentes, repórter da TVE- RS

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Prêmio Folha Verde

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30