HOMENAGEM
Troféu Mulher Cidadã será entregue dia 13 de março a sete mulheres que se destacaram em suas áreas
Marinella Peruzzo - MTE 8764 | Agência de Notícias - 11:00 - 08/03/2019 - Edição: Sheyla Scardoelli - MTE 6727 - Foto: Wilson Cardoso
Indicações foram aprovadas pelas deputadas em reunião na presidência
Indicações foram aprovadas pelas deputadas em reunião na presidência
Concedido anualmente pela Assembleia Legislativa a personalidades femininas com atuação relevante em suas respectivas áreas, o Troféu Mulher Cidadã será entregue no dia 13 de março, às 14 horas, em Sessão Solene, no Plenário 20 de Setembro. Os nomes das sete mulheres contempladas nesta 22ª edição foram indicados pelas bancadas partidárias com assento no Parlamento e ratificados pelas deputadas estaduais mulheres, em deliberação homologada pela Mesa Diretora da Casa.

Receberão a distinção as seguintes mulheres: Tânia Regina Silva Reckziegel, na categoria Defesa dos Direitos da Mulher e Combate à Violência contra a Mulher; Tânia Maria de Paula Feijó, na categoria Educação da Mulher; Manuela D Ávila, na categoria Promoção da Participação Política da Mulher; Maria Eulalie Assumpção Mello Fernandes, na categoria Profissionalização e Geração de Trabalho e Renda para a Mulher; Marly Vendruscolo, na categoria Saúde da Mulher; Gicele de Azevedo Melo, na categoria Atividade Comunitária em prol da Mulher; e Joanna Burigo, na categoria Mulher na Cultura.

Conheça as homenageadas, nas respectivas categorias:

Tânia Regina Silva Reckziegel
Defesa dos Direitos da Mulher e Combate à Violência contra a Mulher

Nasceu no Rio de Janeiro, em 29 de agosto de 1970. É graduada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, mestre em Direitos Sociais e Políticas Públicas pela Universidade de Santa Cruz do Sul, com dissertação intitulada "Lei Maria da Penha: política pública para erradicação da violência contra a mulher, construção da cidadania e afirmação dos direitos humanos no Brasil", especialista em Gestão Pública pela UFRGS e doutoranda em Ciências Jurídicas pela Universidad del Museo Social Argentino.

Desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região/RS, onde ingressou pelo Quinto Constitucional como representante dos advogados, recebeu a outorga da Medalha da Ordem ao Mérito Judiciário do Trabalho pelo Tribunal Superior do Trabalho. Em Bento Gonçalves, recebeu a homenagem Mulher de Ordem", concedida pela OAB/RS às advogadas que prestam importante contribuição à advocacia.

Pesquisadora do Grupo dos Vulneráveis no Direito Privado pela UFRJ, também é conselheira e membro de diversos órgãos ligados aos direitos da mulher, tema sobre o qual escreveu diversos artigos e proferiu palestras em várias cidades do país. Preside o Instituto de Pesquisas e Estudos Avançados da Magistratura e do Ministério Público do Trabalho.

Tânia Maria de Paula Feijó
Educação da Mulher

Licenciada em Filosofia pela Universidade Federal de Pelotas, é especialista em Gestão Escolar pela Universidade Castelo Branco (RJ), atual presidente estadual da Ação da Mulher Trabalhista, secretária da Direção Executiva do Partido Democrático Trabalhista no RS e membro da direção nacional partido.

Foi secretária-adjunta da Secretaria de Cultura, Esporte e Juventude do Município de Alvorada, gerente estadual da Postal Saúde dos Correios, assessora para Assuntos Estratégicos da Fundação Jorge Duprat Figueiredo, de Segurança e Medicina do Trabalho do Ministério do Trabalho, presidente da Cooperativa de Educadores do Estado do Rio Grande do Sul e diretora do Colégio Saint Germain, de Sapucaia do Sul, além de colaboradora e assessora de diversos órgãos e entidades da sociedade civil.

Manuela D Ávila
Promoção da Participação Política da Mulher

Formada em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e mestranda em Ciências Sociais pela UFRGS, foi vereadora em Porto Alegre, a mais jovem da história do município, deputada federal por dois mandatos e deputada estadual (mais votada) na Legislatura passada, pelo PCdoB. Em 2017, foi indicada por seu partido como pré-candidata à presidência da República, mas desistiu da candidatura para concorrer a vice-presidente, ao lado de Fernando Haddad.

Como deputada federal, foi membro titular das comissões de Direitos Humanos e Minorias (presidente), Relações Exteriores e de Defesa Nacional (1ª Vice-Presidente), Fiscalização Financeira e Controle; Desenvolvimento Urbano, Trabalho, Administração e Serviço Público (3ª vice-presidente), Turismo e Desporto. Integrou, como titular, as comissões do Marco Civil da Internet, da Crise Econômico- Financeira e do Estatuto da Metrópole.

Traz como uma de suas marcas a luta feminista e a importância de se desconstruírem as imagens estereotipadas sobre as mulheres na política. Propôs diversas matérias relacionadas a questões de gênero e raça.

Maria Eulalie Assumpção Mello Fernandes
Profissionalização e Geração de Trabalho e Renda para a Mulher

Fundou, em 6 de julho de 2003, o Banco de Alimentos Madre Tereza de Calcutá, que, mensalmente, distribui cerca de 17 toneladas de gêneros alimentícios às 1.238 famílias de baixa renda cadastradas, sem auxílio governamental. O trabalho é feito a partir de doações mensais em dinheiro vindas da comunidade e, principalmente, do recolhimento de alimentos, feito por jovens voluntários do Movimento de Emaús da Arquidiocese de Pelotas, na porta dos supermercados parceiros da cidade.

À inspiração do preceito “Dai-lhes vós mesmos de comer” (Lucas 9, 13), uniu-se o de “ensinar a pescar”, que resultou no Banco de Empregos, uma iniciativa para qualificar a mão de obra das famílias cadastradas, e posteriormente no Banco de Remédios e no de Leite. O Banco de Remédios atende aproximadamente mil pessoas por mês. O de Empregos dá capacitação a 15 pessoas todas as quartas-feiras. O de Leite garante alimentação adequada a 22 crianças na cidade.

No Movimento de Emaús, Maria Eulalie, junto com o marido, recém falecido, ajudou a formar, a partir de valores humanos e cristãos, milhares de jovens. Em 2005, ela recebeu o título de Cidadã Emérita de Pelotas e, em 2018, a medalha da 54ª Legislatura proposta pelo deputado Luís Augusto Lara (PTB). Fundou o Grupo de Apoio ao Cerenepe, escola que atende mais de 300 alunos especiais, o Alfredo Dub, que atende crianças surdas, e a Casa da Criança São Francisco de Paula. Criou, ainda, a campanha “Bouquet do Amor”, que há mais de 30 anos arrecada novelos de lã para a confecção de enxovais de bebê.

Marly Vendruscolo
Saúde da Mulher

Filha de Agricultores, mãe de seis filhos, nasceu em Frederico Westphalen, em 14 de dezembro de 1958. Eleita vereadora nas eleições de 2012, estimulou diversas mulheres a concorrem ao pleito. Atendendo pedido e convite da Administração Municipal de Frederico Westphalen, foi secretária municipal de Saúde, de 2013 a março de 2016, destacando-se em ações preventivas e de atendimento à saúde comunitária.

Em outubro de 2016, concorreu ao Executivo Municipal, obtendo a segunda colocação. Em janeiro de 2017 foi convidada pelo prefeito de Caiçara para assumir a Secretaria Municipal de Saúde daquele município, onde atualmente desempenha suas atividades. Foi presidente do movimento partidário Mulher Progressista no diretório municipal do PP de Frederico Westphalen, durante quatro anos, de 2008 a 2012, e coordenadora regional de Saúde da 19ª CRS em 2010.

Casada há 42 anos com Belonir Vendruscolo, que foi vereador em Frederico Westphalen por cinco mandatos, coordenou até 2005 a área administrativa na empresa familiar, acompanhando o marido na vida pública e participando ativamente dos eventos sociais, culturais e educacionais de entidades como o CTG, Promenor, APAE, ACI/CDL, Lar dos Idosos, Associação dos Deficientes Físicos.

Gicele de Azevedo Melo
Atividade Comunitária em Prol da Mulher

É idealizadora e palestrante das seis edições do curso “Mulheres Cuidadoras que se Cuidam”, projeto de inserção no mercado de trabalho de mulheres de baixa renda, mães de família, para atuarem como cuidadoras de idosos, acamados e deficientes.

O projeto inicial foi a Associação Projeto Surfar, da qual é membro fundadora, dirigido a jovens carentes, com foco inicial na fabricação e conserto de pranchas de surf, posteriormente expandido para outras atividades. É criadora também dos projetos “O Morro é tudo de bom”, “Ondas de Cidadania”, “Escola de Capoeira Berimbalando Sonhos”, “A roda que acolhe” e “Fazendo Arte & Gerando Renda”, entre outros.

Joanna Burigo
Mulher na Cultura

Fundadora da Casa da Mãe Joanna, projeto de educação e comunicação feminista sobre gênero. Coordenadora pedagógica e professora da Emancipa Mulher, escola de formação feminista e antirracista, que integra a Rede Emancipa de educação popular e completa dois anos de atividades em abril de 2019.

Atuou no mercado de publicidade e marketing no Brasil e no Reino Unido, onde também trabalhou como professora no Morley College, que oferece educação popular. Dedicou-se a empreendimentos feministas ainda antes de completar o mestrado em Gênero Mídia e Cultura pela London School of Economics em 2012. Cofundadora e hoje conselheira do Guerreiras Project, projeto que se utiliza da linguagem universal do futebol para debater questões de justiça e gênero, e do Gender Hub, centro de conexão de pesquisadores de gênero, localizado na Escócia.

Desde 2015, escreve regularmente para o site da Carta Capital, bem como para outros veículos da mídia nacional e internacional. Em 2017 e 2018, coorganizou dois livros, o “Tem saída? Ensaios Críticos sobre o Brasil”, e o “Novas Contistas da Literatura Brasileira”, lançados pela Editora Zouk. Lecionou de forma independente criando e oferecendo cursos para escolas privadas, bem como universidades. Em 2018, recebeu o troféu Anitas Libertas, ONG catarinense de promoção do empoderamento de mulheres, foi indicada para o Prêmio Donna e foi capa de uma edição da revista sobre feminismo.

Em 2018 o HuffPost publicou uma matéria sobre sua trajetória profissional para a série “Todo Dia Delas” e, neste ano ainda, realizou uma fala intitulada “A Luta pela Equidade de Gênero”, no TEDxLaçador.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Presidência

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
CONSCIÊNCIA NEGRA
COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA
COMISSÕES DE ECONOMIA E DE FINANÇAS
COMISSÃO DE SAÚDE E MEIO AMBIENTE
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30