PLEBISCITO
Líder da Bancada do PSDB rebate acusação de estelionato eleitoral feita pela oposição ao governador
Luís Gustavo Machado - MTE 15280 | PSDB - 10:40 - 20/03/2019 - Foto: Guerreiro

A acusação feita pela oposição sobre o posicionamento do governador Eduardo Leite diante da retirada da Constituição Estadual da obrigatoriedade de plebiscito para privatização de empreses públicas foi duramente criticada pelo líder da Bancada do PSDB, deputado Mateus Wesp, nesta terça-feira (19), durante sessão plenária na Assembleia Legislativa. Wesp não admitiu que parlamentares do PT acusassem Leite de estelionato eleitoral.

Segundo o líder da bancada tucana, o governador não se comprometeu em realizar plebiscito para encaminhar os processos de privatização das empresas de energia CEEE, Sulgás e CRM, como afirmou a oposição em audiência pública sobre o tema na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia. “Verifiquei que, no dia 13 de dezembro de 2018, no Jornal do Almoço, Leite, questionado sobre o assunto afirmou: ‘Vamos analisar junto à Assembleia a possibilidade de resolvermos a situação nos primeiros seis meses. Caso contrário, a sociedade será chamada a opinar’, falou à época”, salientou. 

Wesp disse que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC), de autoria do governo do Estado, que retira a obrigatoriedade de plebiscito para privatizar possui constitucionalidade. O parlamentar reiterou o apoio incondicional dos deputados tucanos à matéria. “O PSDB não considera um atentado à democracia a retirada do plebiscito da Constituição. Tampouco considera ilegítimo que o tema seja tratado no âmbito da democracia representativa. Não há nada de autoritário nisso”, defendeu.

O deputado afirmou que estelionato eleitoral foi cometido pelos partidos que defendem corporações em detrimento dos interesses da população gaúcha e regimes ditatoriais, como o da Venezuela. Wesp afirmou também não ser lógico manter as empresas sob controle público. “Devemos privatizar para que possamos ter melhores serviços”, concluiu.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Sessão Plenária

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul
Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000

Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30