GRANDE EXPEDIENTE
Giuseppe Riesgo faz homenagem aos 100 anos da Ordem DeMolay
Celso Luiz Bender - MTE 5771 | Agência de Notícias - 16:00 - 21/03/2019 - Edição: Sheyla Scardoelli - MTE 6727 - Foto: Guerreiro

O período do Grande Expediente da sessão plenária desta quinta-feira (21) foi ocupado pelo deputado Giuseppe Riesgo (Novo), que prestou homenagem aos 100 anos da Ordem DeMolay. O parlamentar registrou a relevância da Ordem na sua formação como cidadão.

Riesgo iniciou explicando as origens e objetivos da Ordem DeMolay, grupo de jovens patrocinado, apoiado e supervisionado pela maçonaria, fundada em Kansas City, Estados Unidos, em 24 de março de 1919 pelo maçom Frank Sherman Land, razão da comemoração do seu centenário em 2019.

Seu objetivo, desde o princípio, acrescentou Riesgo, foi o de tornar jovens rapazes cidadãos exemplares, melhores filhos e líderes de uma sociedade mais justa, honesta e correta. Ela tem como base sete virtudes cardeais: o Amor Filial, Reverência pelas coisas sagradas, Cortesia, Companheirismo, Fidelidade, Pureza e Patriotismo.

Na sequência, o parlamentar narrou aspectos históricos de como surgiu e finalidades do movimento, ativo em 14 países e territórios, tendo iniciado centenas de milhares de rapazes em suas fileiras. “Seus fundadores teriam imaginado, igualmente, que, ao completar 100 anos de ordem, mais de 3 milhões e meio de jovens teriam passado pela Ordem DeMolay em todo mundo e que, atualmente, são mais de 170 mil jovens ativos dentro da Ordem”, complementou Riesgo.

Centenas de pessoas compareceram ao funeral de Frank Sherman Land, que faleceu em 8 de novembro de 1959, “tamanha era a gratidão que tantos jovens, assim como eu, tinham por aquele que fundou a Ordem que mudou suas vidas”, sintetizou.

No Brasil
A Ordem DeMolay foi trazida para o Brasil pelo maçom Alberto Mansur, que no dia 16 de agosto de 1980 fundou e instalou o Capítulo “Rio de Janeiro nº 1”, o primeiro da América do Sul, em uma iniciação de 63 jovens. No Rio Grande do Sul, a fundação de seu primeiro capítulo, o Capítulo Pelotas nº 3, aconteceu em 29 de agosto de 1981, e “faço justa menção ao meu Capítulo de origem, o Capítulo Santa Maria nº 196, sediado na cidade de mesmo nome, fundado dia 21 de novembro de 1991”, mencionou.

Giuseppe Riesgo voltou a frisar as bases da Ordem DeMolay. “Como já citado, trata-se de organização paramaçônica, ou seja, patrocinada pela maçonaria. Embora tenha sinais secretos, palavras e modos de reconhecimento, não existem segredos para o mundo no que se refere à sua causa e objetivos centrais. Nós, membros da Ordem DeMolay, estamos ligados por uma melhoria mútua, para ajudar uns aos outros a viver uma vida limpa, varonil, íntegra e patriótica”, destacou.

O grande objetivo, emendou Riesgo, é ensinar e praticar as virtudes que levam jovens a uma vida pura, reta e patriótica, como a melhor preparação à maioridade. “Queremos criar bons cidadãos, que respeitam as leis e convivam em harmonia com a sociedade. Procuramos, sinceramente, tornar os meninos membros da Ordem melhores filhos, melhores irmãos e melhores amigos, para que, ao chegarem aos anos da sua maioridade, possam ser melhores homens”, resumiu.

Liberdades
A Ordem DeMolay é, ainda, complementou o deputado do Novo, grande entusiasta da liberdade. “Acreditamos que a Liberdade Religiosa, a Liberdade Civil, e a Liberdade Intelectual sempre deveriam caminhar lado a lado e em ordem para serem efetivas. Dedicamos, ainda, grande parte de nossos ensinamentos às sete virtudes já mencionadas nessa homenagem”, apontou, passando a explicar cada uma delas aos presentes ao Plenário 20 de Setembro. Estes princípios, prosseguiu, são a essência da Ordem DeMolay.

“Estes ensinamentos filosóficos e comportamentais são apresentados para seus jovens membros em reuniões ritualísticas, realizadas em templos maçônicos, todos os sábados, com a supervisão de, pelo menos, um maçom. São nessas reuniões semanais que estes e muitos outros valores são ensinados há 100 anos”, disse Riesgo.

Ao referir sua participação na Ordem, o deputado ressaltou tratar-se da maior experiência administrativa e de liderança que teve na sua juventude: “a de ser Mestre Conselheiro Estadual da Ordem DeMolay do Rio Grande do Sul, 2016, tornando-me a maior liderança juvenil da ordem no Rio Grande do Sul, com mais de 29 capítulos e mais de mil jovens sob a minha liderança. Entendo haver realizado um bom trabalho. Muitos dos meus irmãos demolays, inclusive, me auxiliaram de forma incansável durante a minha campanha a deputado estadual, aos quais sou extremamente grato”.

Momento de turbulência
Ao encaminhar o encerramento, alertou que “vivemos numa época turbulenta, quando os baluartes das liberdades civis, religiosa, política, intelectual, assim como os valores da boa cidadania, respeito e, principalmente, honestidade, correm o sério risco de afundarem em meio ao mar de corrupção, autoritarismo e desrespeito que permeiam nossa nação. Preocupa-me que a confiança, a justiça e a fraternidade podem deixar de ser consideradas as mais virtuosas das qualidades”.

No entanto, ao final, disse acreditar, “sinceramente, que exista esperança, com a Ordem DeMolay tornando-se cada vez maior, mais reconhecida e mais levada a sério. Nós, como DeMolays, devemos permanecer inabaláveis em defesa dos ensinamentos de nossa Ordem, e procurar perpetuá-los em nossas vidas diárias. Dessa forma, talvez, a degeneração moral não tome conta do país e, quem sabe, possamos ser os líderes e responsáveis por um futuro melhor desta e de todas as nações”.

Apartes e autoridades
Em apartes, manifestaram-se os deputados Sofia Cavedon (PT), Elton Weber (PSB) e Fábio Ostermann (Novo). Compuseram a mesa das autoridades, além do presidente da Assembleia, Luís Augusto Lara (PTB), o Grande Secretário Adjunto da Loja Maçônica do Estado do Rio Grande do Sul, Renato Lívio Neukamp, representando o Sereníssimo Grão Mestre Norton Valadão Panizzi, Juan César Savedra, Grande Mestre Estadual da Ordem Demolay no RS e Eduardo Wachholtz, Mestre Conselheiro Estadual da Ordem Demolay no Estado do Rio Grande do Sul.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Grande Expediente

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30