POSIÇÃO
Líderes do PSDB criticam parlamentares de oposição por deturpar debates e fomentar obstrução
Luís Gustavo Machado – MTE 15280 | PSDB - 11:49 - 22/05/2019 - Foto: Wilson Cardoso

O líder da Bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, deputado Mateus Wesp, classificou como ingenuidade ou má fé de parlamentares de oposição em deturpar o teor do PDL 1/2019, do governo do Estado, que visa a aprovação da nova diretoria do Banco do Estado do Rio Grande do Sul, Banrisul. Wesp lamentou, durante sessão plenária, nesta terça-feira (21), que a matéria não tenha sido novamente apreciada pelos deputados.

O líder tucano reiterou que o projeto se limita aos nomes indicados pelo governo para assumir a presidência e as diretorias do Banrisul, não trata de salários ou ganhos do futuro comando do banco. “Não tem como tirar do governador a autonomia de indicar a direção do banco. O governo do Estado é o maior acionista e cabe a ele definir os nomes mais qualificados para comandar a instituição”, salientou.

Wesp destacou que não cabe ao Parlamento deliberar sobre os salários dos dirigentes do Banrisul, em resposta aos deputados que se negaram a apreciar a matéria por discordar de possíveis reajustes salariais que eventualmente o banco venha a promover. “O critério salarial dos diretores não está em debate. No âmbito constitucional, não é função da Assembleia Legislativa definir a remuneração da diretoria do banco. Cabe ao Parlamento somente apreciar em plenário a indicação do governador a diretoria do Banrisul”, concluiu.

O líder partidário tucano, deputado Luiz Henrique Viana, reforçou os argumentos de Wesp. “Devemos nos ater ao teor do PDL 1/2019 e aprovar ou não os nomes indicados pelo governador para dirigir o banco. Questões relativas à remuneração dos diretores cabem ao Conselho Administrativo do Banrisul, que certamente vai avaliar os resultados financeiros e o cenário de investimentos para promover reajustes”, ponderou.

Pela segunda semana consecutiva, não houve votações na Assembleia. Nenhuma das matérias previstas para serem deliberadas foi apreciada. Além das indicações à diretoria do Banrisul, estavam na pauta seis proposições, incluindo o reajuste, retroativo a 1º de fevereiro de 2019, de 3,4%, do salário mínimo regional. Os projetos devem voltar à ordem do dia na terça-feira (28).

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Sessão Plenária

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
CONSCIÊNCIA NEGRA
COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA
COMISSÕES DE ECONOMIA E DE FINANÇAS
COMISSÃO DE SAÚDE E MEIO AMBIENTE
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30