COMUNICAÇÕES
Pronunciamentos na tribuna nesta terça-feira
Olga arnt - MTE 14323 | Agência de Notícias - 17:43 - 28/05/2019 - Edição: Sheyla Scardoelli - MTE 6727 - Foto: Celso Bender

Confira o resumo dos pronunciamentos dos deputados e das deputadas durante o período das Comunicações da sessão plenária do Parlamento gaúcho, desta terça-feira (29). A íntegra das manifestações pode ser ouvida no endereço www.al.rs.gov.br/legislativo, em áudios das sessões.

Paparico Bachi (PR) elogiou a conduta do governador Eduardo Leite na condução da polêmica envolvendo o valor do salário do futuro presidente do Banrisul. “Acompanhei a trajetória do governador quando ele foi prefeito de Pelotas e quando foi integrante da Famurs e posso assegurar que ele não perdeu a sensibilidade social, que é o que de mais importante que um homem público pode ter. Ele está de parabéns pelo gesto bonito que teve na questão do Banrisul, assim como o chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, que soube conduzir muito bem este processo. Por isso, encaminho pela aprovação dos nomes indicados pelo governador para dirigir o banco”, anunciou.

Pepe Vargas (PT) voltou a criticar o valor do salário a ser pago ao futuro presidente do Banrisul. O petista afirmou que, mesmo com a redução para R$ 89 mil mensais, o percentual de aumento será de 74%, contrastando com os 3% concedidos de reajuste ao Piso Regional Salarial. “Em um ano, o presidente do Banrisul receberá R$ 500 mil a mais, enquanto o trabalhador que ganha o piso terá uma recomposição de R$ 546 mil no ano”, comparou. Pepe alertou ainda que o nome escolhido pelo governador para dirigir o banco, pelo seu perfil, deverá “defender os interesses dos acionistas minoritários e, quiçá, preparar a instituição para a privatização”. O petista manifestou preocupação também com notícias de que os projetos de lei que o governo encaminhará à Assembleia Legislativa para pedir autorização para privatizar a CRM, Sulgás e CEEE não especificam o destino dos recursos que serão obtidos com a venda de ativos, o destino dos trabalhadores e nem a modelagem dos contratos.

Fábio Ostermann (Novo) fez um apelo para que os demais deputados rejeitem o requerimento de preferência do governo para o texto do PL 172/2019, que trata do reajuste do Piso Regional Salarial. O parlamentar defende o debate das três emendas apresentadas ao projeto do governo – duas da bancada do Novo e uma do deputado Fernando Marroni (PT). “A rejeição do requerimento é necessária para que possamos debater com profundidade e fortalecer nossas convicções. O momento é de ampliar a discussão e não de obstaculizá-la”, defendeu. Ostermann revelou que a emenda apresenta por sua bancada congela os futuros reajustes do piso. “Não é no canetaço que a realidade salarial dos trabalhadores vai melhorar. Mesmo porque isso traz riscos de desemprego e de aumento da informalidade. Os avanços salariais devem ser calcados no desenvolvimento econômico e no aumento da produtividade”, defendeu.

Luciana Genro (PSOL) criticou a notícia de que o governo do Estado enviará para a Assembleia Legislativativa projetos de lei em “forma de cheques em branco” para privatizar a CEEE, Sulgás e CRM. “É inadmissível que o governo, num momento de forte crise econômica e de desemprego alto, não diga o que será feito com o dinheiro da venda e com os trabalhadores. Não vamos aceitar que o governo se torne um agente de desemprego, seja através de demissões ou PDVs (Programa de Demissão Voluntária), que vendem a ilusão aos servidores de que serão donos de pequenos negócios, que acabam indo à bancarrota. A experiência que temos de privatizações no Rio Grande do Sul não foi boa nem para as finanças públicas nem para os trabalhadores. Queremos que os projetos detalhem para onde vão os recursos e o destino dos servidores destas empresas”, cobrou.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Sessão Plenária

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30