BALANÇO DO SEMESTRE
Mudanças climáticas, emprego, IPE Saúde e envelhecimento na pauta do Fórum Democrático
Olga Arnt - MTE 14323 | Agência de Notícias - 13:20 - 24/07/2019 - Edição: Letícia Rodrigues - MTE 9373 - Foto: Guilherme Pedrotti
GEAD sobre Mudanças Climáticas discutiu participação na COP 25
GEAD sobre Mudanças Climáticas discutiu participação na COP 25
Além de eleger e dar posse ao seu Colégio Deliberativo, o Fórum Democrático de Desenvolvimento Regional (FDDR) instituiu, em 2019, quatro Grupos Executivos de Acompanhamento de Debates (GEADs): Mudanças Climáticas; Envelhecimento, Pessoas com Deficiência e Pessoas com Doenças Raras; Geração de Emprego, Trabalho e Renda e IPE Saúde.
 
Em junho, o GEAD Envelhecimento, Pessoas com Deficiência e Pessoas com Doenças Raras, coordenado por Lélio Falcão, promoveu o Fórum de Enfrentamento à Violência contra a Pessoa Idosa, no município de Pelotas.
 
E, em sua primeira reunião do ano, o GEAD sobre Mudanças Climáticas, coordenado por Ivan Sérgio Feloniuk, do Programa de Defesa Pan-americana e Desenvolvimento da Diversidade Biológica Cultural e Social (Pró-Diversitas), tratou da Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas (COP 25). O grupo deverá escolher uma experiência exitosa do Rio Grande do Sul para apresentar no evento, que acontece no Chile em novembro. A reunião contou com a participação da chefe do Escritório de representação do Ministério das Relações Exteriores no Rio Grande do Sul, Eliana Costa e Silva Puglia, do secretário-adjunto da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, José Franscisco Alves.
 
Audiência públicas
O Fórum Democrático, que é dirigido por Marcos Dutra, atuou ainda na preparação das audiências públicas, promovidas pela presidência do Parlamento gaúcho, para debater a destinação de parte do imposto de renda devido pelo contribuinte ao Funcriança e outros fundos sociais e para discutir o tamanho do Estado, as privatizações, concessões de serviços públicos e a constituição de parcerias público-privadas. Foram realizadas audiências em Caxias do Sul, Pelotas, Bagé, Santa Maria, Capão da Canoa, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul e Uruguaiana. No segundo semestre, os debates ocorrem em Santa Rosa e Porto Alegre.
 
O órgão trabalha também no planjemaneto estratégico da Assembleia Legislativa para este ano, os quatro anos seguintes e os próximos dez anos.
 
Finalidade
Criado em 1999, o Fórum Democrático de Desenvolvimento Regional é instituição permanente da Assembleia Legislativa, que tem a finalidade de fomentar o debate dos projetos de leis orçamentárias e de temas de interesse da sociedade.
 
O FDDR, que originalmente era uma parceria da Assembleia Legislativa com os Coredes, Famurs e Uvergs, foi reformulado em 6 de março de 2008, passando a ser composto pelas seguintes áreas de representação: Assembleia Legislativa, Coredes, Universidades, Sociedade Civil Organizada (três segmentos: produção e setor patronal; trabalho e organizações sindicais; movimentos sociais e outras organizações sociais) e Instâncias Federativas (Famurs, Uvergs, governos estadual e federal, Bancada Federal Gaúcha, Judiciário, Ministério Público e outros). Funciona a partir de um Colégio Deliberativo com representação das áreas citadas. Definido um tema, é criado um Grupo Executivo de Acompanhamento de Debates.
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Presidência

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30