SESSÃO PLENÁRIA
Pronunciamentos na tribuna nesta quarta-feira
Letícia Rodrigues* - MTE 9373 | Agência de Notícias - 16:17 - 12/02/2020 - Edição: Sheyla Scardoelli - MTE 6727 - Foto: André Lisbôa

Veja abaixo os temas abordados pelos deputados durante o período das Comunicações da sessão plenária do Parlamento gaúcho desta quarta-feira (12). A íntegra das manifestações pode ser ouvida no endereço www.al.rs.gov.br/legislativo, em áudios das sessões.

Fernando Marroni (PT) criticou a demonização dos servidores públicos que ocorre em todas as esferas públicas, citando a declaração do ministro da Fazenda, Paulo Guedes, de que os servidores são parasitas. Segundo Marroni, o ministro mentiu ao dizer que 90% do Orçamento da União é consumido com despesas com pessoal. Ainda comentou que a demonização dos servidores foi a base da reforma administrativa recentemente aprovada no RS, e não a busca de receitas para o Estado.

 Mateus Wesp (PSDB) comentou os 40 anos do Partido dos Trabalhadores. Avaliou que há pouca coisa para comemorar depois da “vexaminosa situação econômica” em que o partido lançou o País e os estados que administrou, como o Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Lembrou que o PT, ao administrar o Brasil, aumentou o número de desempregados, a dívida pública, os juros e o risco país, promovendo “ideologias claramente fragmentadoras e ofensivas à sociedade e às famílias brasileiras”.

Zilá Breitenbach (PSDB) registrou a primeira reunião do ano, hoje (12), da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, quando foram aprovados projetos dos deputados Pedro Pereira (PSDB), Fernando Marroni (PT) e Valdeci Oliveira (PT) que contribuem para melhorar a qualidade da saúde pública. Também parabenizou o governo do Estado pela assinatura de convênio com a Unesco para prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e pela organização de um centro de operações de emergência preparado para atender possíveis casos de coronavírus, lembrando que nenhum dos 14 casos investigados no RS se confirmou.  

Carlos Búrigo (MDB) confirmou que o município de Caxias do Sul, na região da Serra Gaúcha, será sede da Surdolimpíada em 2021. O evento vai reunir quatro mil atletas de 100 países na disputa de 21 modalidades. A competição está marcada para ocorrer entre os dias 5 e 21 de dezembro do próximo ano, pela primeira vez na América Latina.

Giuseppe Riesgo (Novo) retomou o tema da reforma tributária e da diminuição da presença do Estado na economia. O parlamentar afirmou que é extremamente importante ter um estado mais competitivo, sem travas à economia, com menos impostos e dificuldades burocráticas. “Os governos quando criam impostos e dificuldades burocráticas, travam um processo que se desenvolve naturalmente”, declarou.

Fernando Marroni (PT), em uma segunda manifestação, voltou a defender o serviço público no Brasil. Ele disse que o total de servidores federais, estaduais e municipais corresponde a 12% da população ativa e seus salários consomem R$ 700 milhões do orçamento brasileiro, enquanto que o pagamento de juros e encargos da dívida pública chega a R$ 1 trilhão.

Zé Nunes (PT) também abordou o papel do estado, que afirmou ser o de regulador diante do sistema capitalista. Falou dos 50 milhões de brasileiros que sobrevivem da informalidade, dos 12,5 milhões abaixo da linha da pobreza e dos 12 milhões de desempregados para evidenciar que 70 milhões no país são excluídos.  Ao defender o estado ágil, com servidores capacitados e bem remunerados, ponderou que não se trata de defender privilégios mas de assegurar a estrutura do estado para atender a população nos setores essenciais.
 
Valdeci Oliveira (PT) voltou a cobrar a abertura do Hospital Regional de Santa Maria, cuja obra foi concluída há três anos e cinco meses, ao custo de R$ 70 milhões, e continua desativado, apenas o ambulatório em atendimento, quando a região tem demanda de uma milhão de pessoas. Pediu responsabilidade dos governantes e convidou o governador Eduardo Leite a visitar o local, que mais uma vez será utilizado como mercadoria eleitoral, mas continua indisponível para a prestação do serviço de saúde à região. Por enquanto, o Hospital Universitário, com servidores públicos, presta o atendimento à população da Região Central do estado.

* Colaboração de Vicente Romano e Francis Maia

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Sessão Plenária

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
PRÊMIO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE CINEMA
COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR E PARTICIPAÇÃO LEGISLATIVA POPULAR
COMISSÃO DE SAUDE
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30