AUDIÊNCIA PÚBLICA
Audiência pública nesta quarta-feira vai debater encaminhamentos da CECIA
Luciano Medina Martins - MTE12262 | DEM - 14:48 - 18/02/2020 - Foto: Jossoel Soares
Pres. da CECIA, Dr. Thiago, com Franciane Bayer, relatora e Gaúcho da Geral, vice-presidente
Pres. da CECIA, Dr. Thiago, com Franciane Bayer, relatora e Gaúcho da Geral, vice-presidente

Nesta quarta-feira (19) às 18h30 acontece audiência pública da Comissão Especial do Câncer Infantil e Adolescente (CECIA) no RS, no Espaço da Convergência Adão Pretto, no andar térreo do Palácio Farroupilha (Praça Marechal Deodoro, 101, centro histórico, Porto Alegre/RS). O objetivo é prestar contas das atividades da CECIA para a comunidade de modo mais amplo e debater os possíveis encaminhamentos que se fará a partir do que foi observado nas visitas técnicas aos centros de referência em tratamento de câncer no RS.

Composição
Além de Dr. Thiago, presidente da CECIA, integram a comissão especial como titulares as deputadas Silvana Covatti (PP), Zilá Breitenbach (PSDB) e Franciane Bayer (PSB), e os deputados Fernando Marroni (PT), Valdeci Oliveira (PT), Gabriel Souza (MDB), Fábio Branco (MDB), Elizandro Sabino (PTB), Tenente-coronel Zucco (PSL) e Gaúcho da Geral (PSD).

Os suplentes são as deputadas Sofia Cavedon (PT) e Kelly Moraes (PTB), e os deputados Pepe Vargas (PT), Carlos Búrigo (MDB), Tiago Simon (MDB), Issur Koch (PP), Capitão Macedo (PSL), Pedro Pereira (PSDB), Dalciso Oliveira (PSB) e Eric Lins (DEM).

Visitas técnicas
Foram visitados o HGCXS (Hospital Geral de Caxias do Sul), o HUSM (Hospital Universitário de Santa Maria), o HCPA (Hospital de Clínicas de Porto Alegre), o Hospital São Lucas da PUCRS, o Hospital Santo Antônio da Santa Casa em Porto Alegre e o Grupo Hospitalar Conceição, o Hospital Santa Marcelina, no bairro Itaquera em na capital paulista e o Hospital do Amor em Barretos, e o Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo.

Também foram visitados o Instituto do Câncer Infantil em Porto Alegre, a casa de apoio Domus de Caxias do Sul/RS, o Tucca (Tumor Cerebral na Criança e Adolescente) e seu Hospice dedicado a paliatividade de pacientes terminais em Itaquera na capital de São Paulo e a sede do Instituto Ronald McDonald no Rio de Janeiro/RJ e casa de apoio no Rio de Janeiro e a Casa de Apoio Ronald McDonal em Barretos/SP.

Ainda entre as atividades esteve uma audiência com o ministro da Saúde, Dr. Luiz Henrique Mandetta, em que a comitiva de parlamentares apresentou a minuta do relatório das atividades da CECIA, que será prefaciada por Mandetta; e a visita ao Conselho Federal de Medicina em que o presidente da Comissão Especial do Câncer Infantil, Dr. Thiago Duarte (DEM), foi recebido pelo presidente do Conselho Federal de Medicina, Dr. Mauro Ribeiro e conselheiros.

Objetivos da Comissão Especial do Câncer Infantil e Adolescente no RS
“Estamos trabalhando para entender omcenário do câncer infantil, os gargalos e porquê crianças e adolescentes por vezes não tem o acesso a centros de referência” explica o presidente, deputado Dr. Thiago. São 7 os centros de referência em oncologia pediátrica no RS. Quatro em Porto Alegre: Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Hospital Conceição, Hospital Santo Antônio da Santa Casa de Misericórdia e Hospital São Lucas (PUCRS). Três centros de referência em câncer infantil são no interior do RS: Hospital Universitário de Santa Maria, Hospital Geral de Caxias do Sul e Hospital São Vicente de Paulo em Passo Fundo.

“Temos por ano, em dados oficiais, mais de 600 casos novos de câncer infantil, pelas tendências estatísticas que temos apreendido este número pode chegar a 1200 novos pacientes por ano. Muitas destas crianças não chegam aos leitos disponíveis em centros de referência o que diminui a sobrevida e aumenta a morbidade” informa Dr. Thiago. Segundo o Instituto do Câncer Infantil as crianças tratadas nos centros de referência têm um resultado positivo no tratamento mais alto, chegando a 70% a sobrevida destes pacientes, para as crianças tratadas fora dos centros de referência a sobrevida cai para 30%. “Precisamos mudar o fluxo dos pacientes, levarmos mais informação ao atendimento básico sobre os primeiros sintomas” concluí o parlamentar.

"O que temos visto nas visitas aos centros de referência é que os 7 centros no RS realmente atendem a maioria, mas existe um grande grupo, principalmente entre adolescentes, que acabam ficando represados nestes centros de tratamento de adultos. Que não são apropriados para atender adolescentes, pois o câncer do infantil é completamente diferente do câncer adulto" afirmou o presidente da comissão sobre as visitas anteriores.

 A comissão pretende a partir da finalização do relatório final fazer encaminhamentos que atendam pacientes e instituições voltadas para a Oncologia Pediátrica. "Não precisamos de bilhões de reais, mas precisamos de vontade política e organização. Muitas crianças com câncer seguem morrendo à toa ou para satisfazer interesses locais. Precisamos mostrar essa realidade e modificá-la" afirma o presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica.

Para mais informações acesse a página da CECIA no portal da Assembleia Legislativa: http://www.al.rs.gov.br/legislativo/Comissoes.aspx?IdComissao=443 

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Deputados

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
COMISSÃO DE SEGURANÇA E SERVIÇOS PÚBLICOS
COMISSÃO DE FINANÇAS
COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E COOPERATIVISMO
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30