ARTIGO
Os desafios das igrejas em tempo de coronavírus e quarentena
Airton Lima * | PL - 15:21 - 25/03/2020

Desde o decreto emitido pelo Governo Estadual do Rio Grande do Sul proibindo eventos que concentram mais de 50 pessoas em locais fechados, as igrejas, principalmente evangélicas, se sentiram na responsabilidade de fechar suas portas para cultos tradicionais e presenciais, enfrentando um desafio de atender a população de forma totalmente remota.

A igreja é uma parte importante da sociedade nos dias atuais, sendo que concentra em seus cultos semanais quase a metade da população do Brasil. Estas denominações são uma das grandes responsáveis pelos trabalhos sociais realizados em comunidades em todo o canto do país e aquelas que, além de transmitir as mensagens de fé para seus membros, respondem pelo sustento de muitas famílias em situação de vulnerabilidade.

Tomando conhecimento sobre sua influência na sociedade e responsabilidade para com os cristãos, a maioria das igrejas têm cumprido rigorosamente as determinações dos governos municipais e estaduais, a fim de auxiliar no combate a transmissão do novo coronavírus. Atualmente, os únicos trabalhos que permanecem ativos nos templos são as doações de recursos básicos, abrigo e atendimento espiritual.

Pastores e obreiros de várias denominações se encontram em um verdadeiro trabalho de conscientização da sociedade, através de seus exemplos como líderes espirituais, influenciando a tomada de decisões para o afastamento social, trabalhando alinhadamente às orientações do Ministério da Saúde e às determinações dos prefeitos e governantes.

Apesar das dificuldades enfrentadas por estes líderes e, consequentemente, se vendo obrigados a mudar, mesmo que temporariamente, uma cultura de congregações lotadas de pessoas e comunidades, estes têm se mostrado resilientes às alterações de costumes sem perder a oportunidade de transmitir aos seus membros a palavra de Deus.

Sou suspeito em dizer que é este público um dos que mais tem enfrentado mudanças significativas em seus cotidianos. Vemos, diariamente, pastores idosos, que nunca sequer utilizaram tecnologias como chamadas de vídeo, transmissão ao vivo, entre outros recursos, se desafiando a aprender estas tecnologias para não deixar de auxiliar seu povo em momentos de crise onde as pessoas tanto precisam de palavras de fé e esperança.

Sou pastor há muitos anos, e nunca, durante minha caminhada com Cristo e no sacerdócio, vi coisa igual. Eu mesmo tenho sido desafiado a aprender diariamente os recursos que vieram para nos ajudar. Eu mesmo tenho tido a preocupação de não deixar meus membros da igreja a qual sou responsável, Igreja Evangelho Quadrangular de Montenegro, ficarem sem uma palavra e uma oração nos dias de culto.

Apenas mudamos a forma, mas não mudamos o propósito. Assim como diversas outras empresas, estamos nos adaptando diariamente dentro das normas estabelecidas pelos nossos representantes municipais e estaduais. Sem desobediência, estamos a cada dia percebendo o quão aliada é a internet no nosso cotidiano e como este momento tão difícil serviu para que, finalmente, pudéssemos sair da zona de conforto e alcançar as pessoas através da tecnologia.

É óbvio que a internet não substituirá a congregação presencial e o prazer de se estar em comunhão com os nossos irmãos no mesmo lugar. Óbvio que a internet não substituirá o privilégio de trabalharmos em grupo, de nos unirmos em fé com outras pessoas. Mas a internet e todos os seus recursos serão nossas principais aliadas nestes tempos de quarentena, que precisamos nos manter afastados fisicamente. E, como pastor, oro para que logo voltemos aos nosso cultos presenciais e tradicionais que são tão importantes quanto a propagação da palavra de Deus de forma remota.

* Deputado Estadual

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30