ARTIGO
Uma Frente para a Indústria
Dalciso Oliveira* | PSB - 17:45 - 19/05/2021
A “Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Gaúcha (FPI/RS) - Defendendo o RS que produz”, instalada na Assembleia Legislativa, tem o intuito de colaborar com a discussão de pautas fundamentais para o desenvolvimento e a competitividade do setor no mercado nacional. Ações efetivas para o fortalecimento da indústria são primordiais na retomada da economia neste momento. A defesa de um ambiente de igualdade entre as indústrias de mesmo segmento com o restante do país também faz parte do plano de trabalho, buscando o ponto de equilíbrio nas atividades industriais.

No próximo dia 25 de maio comemoraremos o Dia da Indústria e, mesmo que as últimas notícias sejam positivas e se mostrem favoráveis à retomada econômica com o protagonismo da indústria, ainda há muito a conquistar. Os números evidenciam um distanciamento dos primeiros meses de pandemia em 2020. O RS criou 27,2 mil vagas de emprego em janeiro de 2021, melhor desempenho para o período desde 1992, sendo 3.669 dessas vagas oriundas da indústria calçadista, que teve o seu melhor janeiro dos últimos 20 anos. Já em fevereiro, a economia gaúcha teve crescimento recorde histórico de 3,96% na comparação com janeiro, enquanto a economia nacional cresceu 1,7%. Com os dados de março, chegamos a 74.448 vagas formais de trabalho no primeiro trimestre do ano, sendo 49% destas vagas geradas pela indústria. 

Paralelamente à isso, dados mostraram um crescimento de 48% na abertura de empresas, especialmente MEIs, comparado com os três primeiros meses de 2020.
Em nível nacional, números apontam um mês de março com faturamento na indústria 12,7% superior a 2020, um crescimento de 7,5% no trimestre, e um avanço no emprego pelo oitavo mês consecutivo. Mesmo assim, as economias do Brasil e do RS ainda sofrem de baixa competividade sistêmica, com políticas de curta duração, insegurança jurídica, burocracia em excesso, escassez de investimentos, infraestrutura precária e anacrônica, entre outros problemas. Resultado disso, a desindustrialização continua sendo a maior responsável pela crise fiscal em todos os níveis.

Acredito na centralidade da indústria para a economia, e no seu fortalecimento a partir da unificação de todos os setores envolvidos num processo conjunto em prol de uma política industrial de resultados. Mais profissionalismo e eficiência são essenciais, mas na mesma medida em que as políticas bem estruturadas para os setores produtivos da sociedade. Isso aumentará o nível geral da competitividade não só das indústrias, mas da economia como um todo.

*Deputado estadual (PSB) e empresário do setor calçadista
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
PODCAST
22/10/2021 15:00 Semana AL em 60 segundos
COMISSÃO DE EDUCAÇÃO, CULTURA, DESPORTO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA
COMISSÃO DE ECONOMIA, DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E DO TURISMO
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30