PASSAPORTE VACINAL
Turra se posiciona contra o passaporte vacinal
Thais Garcia - MTE 18.820 | PP - 14:01 - 19/10/2021 - Foto: Divulgação

A partir desta segunda-feira (18), começou a valer no estado uma norma que exige a apresentação de passaporte vacinal do Covid-19 para a entrada em eventos como competições esportivas, festas e outras atividades. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES-RS), a determinação é uma estratégia para garantir a ampla imunização dos gaúchos. Entretanto, o passaporte vacinal não é obrigatório em todo o território nacional e ainda não tem apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para o deputado Sérgio Turra (Progressistas), a obrigatoriedade do passaporte coloca empecilhos na retomada das atividades econômicas. “É uma medida que mais atrapalha do que ajuda. Mais uma burocracia e intromissão do nosso Estado, que cria dificuldades aos empresários e embaraços aos cidadãos. Atualmente, não existe nenhuma obrigação legal que faça as pessoas se vacinarem. Quem não se vacinou, terá sua liberdade tolhida? ”, indaga.

Turra esclarece que é totalmente a favor da vacinação e apoia o incentivo da imunização em massa. “Isso, sim, é fundamental para que possamos ter mais segurança para a retomada das atividades e controle do coronavírus”.

O parlamentar explica que, no Rio Grande do Sul, a vacinação em adultos já atingiu a marca de 93% com, no mínimo, a primeira dose. Porém, sabe-se que a vacina não inibe o contágio e a transmissão do vírus por completo. “Então, a estratégia se torna falha. É mais eficaz medir a temperatura nas entradas dos eventos do que apresentar o passaporte”, explica.

Segundo a diretora do departamento de Imunização, Vacinas e Produtos Biológicos da OMS, Kate O Brien, ainda não se sabe o quanto as vacinas ajudam a interromper a transmissão do coronavírus. Por isso, até agora, o principal efeito tem sido evitar casos graves de Covid-19, e não necessariamente em evitar a transmissão da doença.

“Por tudo isso, precisamos repensar esta medida. Estamos em um momento em que a economia exige força, para que possamos dar a volta na crise e gerar mais empregos e renda. A nova norma do governo, além de violar a Constituição Federal e criar uma segregação entre vacinados e não vacinados, ainda inibe esta retomada econômica”, conclui o deputado.

© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Deputados

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30