COMISSÕES
Audiência pública analisa situação das obras de transmissão de energia no RS
Olga Arnt - MTE 14323 | Agência de Notícias - 16:51 - 27/10/2021 - Foto: Vinicius Reis
Em audiência pública da Comissão de Segurança e Serviços Públicos, realizada na tarde desta quarta-feira (27), representantes do governo do Estado apresentaram um balanço detalhado da situação das obras e investimentos nas linhas tronco e de transmissão de energia no Rio Grande do Sul. A abertura do encontro foi realizada pelo presidente do Parlamento gaúcho, Gabriel Souza (MDB), que destacou o potencial de geração de energia renovável existente no estado. “Trata-se de um tema de extrema relevância, cuja discussão nesse momento, acredito, ser fruto da missão internacional na Europa, onde visitamos empresas espanholas que têm interesse em fazer investimentos aqui”, reportou.

O proponente do debate, deputado Frederico Antunes (PP), afirmou que, pelo volume de recursos envolvidos e pelo impacto que terão no desenvolvimento, as obras no setor de energia são, até agora, as mais importantes em andamento neste século no Rio Grande do Sul. Deverão ser investidos R$ 80 bilhões, tornando a transmissão mais robusta para conectar os diversos projetos de geração de energia instalados no estado. “São obras estratégicas que não têm similares, neste século, em volume de recursos e em impacto no desenvolvimento”, apontou o parlamentar.

Energia limpa 
Despontando no cenário nacional pela capacidade de geração de energia limpa, o Rio Grande do Sul pode ser o destino de empresas que querem sua marca associada à sustentabilidade. Essa é a tese do secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Luiz Henrique Viana, que ressalta que 80,9% da capacidade instalada no RS está associada a energias renováveis e que 77% de toda a produção vem de fontes limpas. “Estamos trabalhando para diminuir os prazos de licenciamentos e atingindo novos patamares de investimentos. Em breve, seremos independentes do ponto de vista energético”, acredita.

Hoje, o RS importa 30% da energia que consome. No entanto, poderá alcançar a autossuficiência no decorrer da atual década. A estimativa foi apresentada pelo diretor do Departamento de Energia da Secretaria do Meio Ambiente, Everton Silveira, que apresentou um panorama pormenorizado das obras em andamento, que devem gerar 12 mil empregos diretos.

Silveira afirmou que há um cenário favorável para o avanço de produção de energia a partir de fontes renováveis, com destaque para a energia eólica e fotovoltaica. “Há muito espaço para investimento em energia renovável e isso nos dá uma condição diferenciada”, frisou.

Já a presidente da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), Marjorie Kauffmann, ressaltou que o órgão tem se empenhado em emitir as licenças ambientais no menor tempo possível, mantendo a qualidade do licenciamento. “Estamos dando conta do recado. Trabalhamos não só para atender aos prazos, mas para antecipar quando for possível”, revelou.

Também participaram da audiência o chefe da Casa Civil, Artur Lemos, o promotor Daniel Martini, os deputados Kaisal Karam (PSDB) e Marcus Vinícius (PP), representantes de empresas do ramo energético e produtores rurais.
© Agência de Notícias
Reprodução autorizada mediante citação da Agência de Notícias ALRS.
© Agência de Notícias
As matérias assinadas pelos partidos políticos são de inteira responsabilidade dos coordenadores de imprensa das bancadas da Assembleia Legislativa. A Agência de Notícias não responde pelo conteúdo das mesmas.
Versão de Impressão
Comissão de Segurança e Serviços Públicos, audiência pública virtual

PESQUISA DE NOTÍCIAS
Termo
Período
   


TV Assembleia
Rádio Assembleia
PODCAST
21/01/2022 12:54 Semana AL em 60 segundos
BALANÇO - COMISSÃO DE CIDADANIA E DIREITOS HUMANOS
BALANÇO - COMISSÃO DE ASSUNTOS MUNICIPAIS
» Veja mais

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30