Comissão Procedimental de Compras

 

A COMISSÃO PROCEDIMENTAL DE COMPRAS (CPC), instituída pela Portaria nº 01, de 8 de abril de 2016 da Superintendência-Geral da AL-RS (publicada na edição do DOAL dessa data) tem por finalidade precípua auxiliar os gestores nos procedimentos de compras/contratações, bem como na formulação dos Termos de Referência (TR), no âmbito deste Poder Legislativo. 

 

  • A CPC é integrada pelos seguintes membros:

Pelo Diretor do Departamento de Compras, Almoxarifado e Patrimônio (DCAP); pelos Pregoeiros da Central de Compras e Contratos/DCAP; por Procuradora, representando a Procuradoria da AL-RS (órgão jurídico do Poder Legislativo do RS); por servidora da assessoria técnica da Superintendência Administrativa e Financeira (SAF) - todos nomeados por meio da Portaria n.º 01/2016-SG, supracitada.

 

  • O pedido de auxílio dos gestores da AL à CPC se operacionaliza da seguinte forma:

- A partir de iniciativa do próprio gestor, ou da Superintendência Administrativa e Financeira (SAF), ou da Central de Compras e Contratos (CCC), encaminha-se pedido de reunião com a CPC, a fim de que seja examinado e debatido o conteúdo do TR, bem assim as demais questões relativas ao escopo demandado. Essa solicitação de reunião pode ser requerida de 2 maneiras: mediante pedido efetuado diretamente no processo eletrônico pertinente à compra/contratação; ou pode ser requisitada via e-mail (compras@al.rs.gov.br). Para tal, necessário também que seja disponibilizada aos membros da CPC, por parte do gestor, a minuta de TR, de modo a que possam examiná-la em tempo hábil, previamente à data de realização de dita reunião.

- Importante destacar que as reuniões com a CPC, via de regra, precederão o ato de aprovação formal do TR pela autoridade competente. Inclusive, uma vez realizada a reunião, será lavrada uma ata (contendo todos os apontamentos, sugestões e demais ocorrências), a qual será assinada por todos os participantes e, após isso, deverá ser anexada ao processo de compra/contratação em questão, de forma a subsidiar a instrução do feito.

 

  • O regramento atinente à CPC, assim como a forma pela qual se requer esse serviço de caráter auxiliar, podem ser visualizados (e estão detalhados) nas seguintes normativas internas:

- Resolução de Mesa nº 1.415, de 12 de julho de 2016, que traz, em seu bojo, um regramento atualizado e conciso visando uniformizar todos os processos de compras/contratações e a gestão contratual no âmbito da AL-RS. No Anexo Único dessa Resolução há um rol de fluxogramas, cada qual pertinente a um tipo de compra/contratação, em que é mencionada a possibilidade de acionamento da CPC, mediante agendamento de reunião prévia à aprovação formal do TR, para auxílio aos gestores na elaboração de seus TRs e na instrução dos processos de compras. Tal agendamento se dá a critério do gestor/SAF/CCC, a depender da complexidade e/ou das especificidades do escopo em questão.

- Ordem de Serviço nº 02/2012-SG, que traz o regramento geral concernente à Comissão Procedimental de Compras e a forma de sua operacionalização.

Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul - Praça Marechal Deodoro, 101 - Porto Alegre/RS - Cep 90010-300 - PABX (51) 3210.2000
Horário de atendimento: das 08:30 às 18:30